Publicidade
Educação

300 merendeiras da rede pública de ensino recebem qualificação

Os profissionais da Educação sabem, melhor do que ninguém, que na escola a boa alimentação é um grande aliado do aprendizado. Das mãos das merendeiras, saem as nutritivas receitas que alimentam os estudantes durante todo o ano. Para alcançar o objetivo de oferecer uma merenda de qualidade, as 300 merendeiras que fazem parte darede municipal participaram de uma capacitação no último sábado, 11, no auditório do Centro Universitário de Parauapebas (Ceup).

Realizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), o treinamento contemplou os seguintes temas: Boas Práticas de Fabricação de Alimentos (BPF), os Procedimentos Operacionais Padronizados (POPs) normatizados pela Vigilância Sanitária, além das orientações na preparação das refeições adequadas, conforme recomenda o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

O secretário de Educação, Raimundo de Oliveira Neto e osecretário-adjunto Antonino Alves estiveram presentes no treinamento.Raimundo Neto enfatizou a importância da humanização no ambiente escolar. “A parte da preparação dos alimentos é muito importante, mas a distribuição, o servir, também é. Precisamos tratar bem as nossas crianças, precisamos ter um atendimento humanizado. Façam com cuidado e amor e assim o bem-estar dos alunos será garantido”, solicitouo gestor.

A Semed fornece alimentação escolar diariamente para os mais de 49 mil alunos que frequentam a rede municipal de ensino infantil e fundamental, nas 69 escolas das zonas urbana e rural. Ao todo, são 61 mil refeições por dia. O número de refeições servidas para cada aluno varia de acordo com o tempo de permanência na escola.

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

A equipe de nutrição da Semed tem planejado ações voltadas para educação nutricional visando à formação de bons hábitos alimentares. “É elaborado mensalmente um cardápio específico de acordo com a faixa etária. A ideia é reforçar a educação nutricional que hoje se encontra carente, a fim de garantir uma alimentação mais saudável as nossas crianças”, disse a nutricionista Ercilia Carvalho.

O coordenador da Divisão de Alimentação Escolar (DAE), Adalberto Cândido, informou que essa foi a primeira capacitação de muitas que virão. “Os encontros, além de capacitá-las, servem para alertá-las sobre o desperdício, higiene e trabalho em equipe. Vamos reunir também com os diretores de escola para instruí-los sobre a responsabilidade referente à merenda, que é um papel de todos”.

É a primeira vez que Gracinete Gomes, funcionária Escola Municipal de Ensino Fundamental Milton Alves Martins, está trabalhando como merendeira. “Estou me sentindo bastante motivada e quero colocar em prática as recomendações recebidas durante a capacitação”.

Aos que já são experientes nesta função, o treinamento também somou. “É a quarta vez que participo, e acredito que cozinhar e aprender coisas novas são ingredientes fundamentais”, ensina Célia Rodrigues, merendeira da Escola Sorriso de Criança há seis anos. Ao final, todas as merendeiras receberam da equipe da Semed o certificado de conclusão da capacitação.

Publicidade

Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing LTDA-ME
CNPJ: 05.200.883.0001-05 Parauapebas-Pará-Brasil
(94) 99121-9293 | (94) 981342558

Todos os direitos reservados © 2017 Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing Ltda-ME
Desenvolvimento Web: Agência Maktub

To Top
error: Reprodução proibida!