Publicidade

Alerta: Nível do Rio Parauapebas atinge a marca de 10,44 cm acima do normal

Até esta quarta-feira (12), a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) já tinha transportado 11 famílias para o abrigo municipal, localizado na Rodovia PA 160; atendido 12 famílias que optaram em mudar para casa de parentes, amigos ou similar; e identificou outras 28 famílias que deixaram suas casas e não informam para onde foram. Além disso, a Comdec levantou que 153 famílias estão afetadas pela enchente e não quiseram sair de suas residências.

De acordo com a servidora Fabiene Rezende, a Defesa Civil de Parauapebas disponibiliza duas caminhonetes modelo Amarok, uma Kombi e um caminhão ¾ para fazer as mudanças das famílias atingidas pela enchente para lugar seguro.

Saraiva publicidade

Às 6 horas da manhã da quarta-feira (12), o nível do Rio Parauapebas atingia a marca de 10,44 cm acima do normal, mas esse quadro vem mudando muito rápido.

A equipe operacional da Comdec tem se revezado para atender aos chamados das vítimas da cheia, mas a demanda tem sido mui grande. Outras secretarias têm se mobilizado para apoiar a operação de resgates das famílias, mas alegam que o quadro de servidores é reduzido.

Preocupada com a situação de assistência às pessoas alojadas, a Prefeitura de Parauapebas está entrando com processo de licitação para aquisição de cesta básica de alimento para distribuir às famílias acampadas no abrigo municipal.

O trabalhador Adelino Dourado, residente na Rua Tocantins, Bairro Liberdade II, às margens do Rio Parauapebas, se preveniu e pediu socorro à equipe da Comdec, no momento em que percebeu que a água do rio se aproximava da residência dele.

“Estou mudando hoje (quarta-feira) para uma casa que aluguei no Liberdade I, porque se deixar pra fazer a mudança quando a água chegar dentro de casa a gente corre o risco de perder alguma coisa”, justifica o morador.

Reportagem e foto: Waldyr Silva

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu