Banner Educar


Amigos e familiares de empresária que foi brutalmente assassinada clamam por justiça

Amigos e familiares de empresária que foi brutalmente assassinada clamam por justiça

No dia em que Cidicleia Carvalho França completaria 42 anos de idade, se não tivesse sido brutalmente assassinada no mês de março, amigos e familiares da empresária fizeram manifestação pedindo justiça e que seja investigado, preso e condenado o assassino e o mandante da crueldade feita contra ela.

O ato, iniciado na Praça dos Metais, na manhã desta terça-feira, 15, continuou no Fórum e concluiu-se na Câmara Municipal de Vereadores de Paraupebas, onde acontecia a sessão ordinária, e aproveitaram para entregar uma Carta Aberta pedindo justiça.

 

Na Câmara Municipal, a Carta Aberta foi lida pelo presidente da mesa diretora daquela Casa de Leis, José Marcelo Filgueiras, e se direciona à OAB – Ordem dos Advogados do Brasil, Ministério Público, órgãos de comunicação, Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher, Delegacia da Mulher e Câmara Municipal de Vereadores. Seu conteúdo alerta pela violência contra as mulheres, a desigualdade e o desrespeito a que são submetidas, motivo justificado na carta, para que as mulheres de Parauapebas se unam e clamem por justiça.

“A morte da Cidicleia não pode ficar impune, a sociedade espera uma resposta, e as mulheres unidas exigem, pelo direito constitucional à vida, que o Ministério Público cumpra seu papel e que as polícias façam seu trabalho”, enfatiza um trecho do documento, alertando que a cada dia passado sem que determinada investigação seja concluída, torna-se menor a possibilidade de sucesso na elucidação do caso.

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Fechar Menu
error: Reprodução proibida!