Publicidade

Boletim Epidemiológico revela queda em casos de Aids em Parauapebas

Campanha contra a doença foi lançada na sexta-feira, 1º, na Escola Municipal Chico Mendes

Parauapebas está registrando tendência de queda no número de casos de Aids. A escala era crescente desde 2013, quando foram realizados 535 registros em três anos, com 157 pessoas infectadas em 2016.

Saraiva publicidade

Neste ano, até outubro, foram 96 casos, dos quais 75 (78,12%) são do sexo masculino, com prevalência na faixa etária de 20 a 34 anos de idade. Os dados são da Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que esclarece: ter HIV não é a mesma coisa que ter Aids. Tem gente que tem o vírus, mas não apresenta sinais e sintomas da doença, mas que podem transmiti-la.

Neste ano em Parauapebas, também até outubro, foram registradas 65 pessoas com HIV – 81,54%, do sexo masculino com prevalência na mesma faixa etária, de 20 a 34 anos. Enquanto em 2016 houve 18 mortes provocadas pelo vírus, agora em 2017 foram nove óbitos.

Chama atenção da saúde do município o número de gestantes com HIV: foram 22 casos até outubro contra 32, no ano passado. Também preocupa o número de crianças expostas ao vírus, ou seja, nascidas de mães infectadas ou que tenham sido amamentadas por mulher com HIV. A Semsa registrou 23 casos até outubro enquanto que ao longo de 2016 foram 22.

Em Boletim Epidemiológico, a Semsa conclui que, em relação tanto à Aids/HIV quanto às demais Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), “a população jovem, considerada sexualmente ativa, é despreocupada com a sua saúde, sendo muitas vezes imprudente com as ações preventivas para evitar a transmissão” das doenças.

LUTA A FAVOR DA VIDA

Com o tema “Uma luta a favor da vida”, ocorreu o lançamento da Campanha de Luta Contra a Aids, na sexta-feira, 1º, na quadra da Escola Municipal Chico Mendes, com diversas ações alusivas à data, destinada aos alunos do colégio.

A campanha é promovida pela Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa)/Vigilância em Saúde e do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), cujo trabalho já é referência na região de Carajás.

No lançamento, foram realizadas peça de teatro, dança, paródia e roda de debate para alertar e conscientizar a população sobre a doença. “Aproveitando que hoje é o Dia Mundial de Luta Contra a Aids e o lançamento oficial da campanha, estamos conscientizando e alertando a população por meio de ações educativas e culturais aos alunos”, destacou a coordenadora do CTA, Milka Régia.
Ainda de acordo com a coordenadora, durante todo este mês serão realizadas atividades educativas e testagem rápidas em todas as Unidades Básicas de Saúde do município.

A estudante Maria Clara de Oliveira Silva, 16 anos, achou muito interessante as ações realizadas na escola, principalmente para as alunas que estão na fase da adolescência. “Acho muito importante abordar a Aids e as demais doenças sexualmente transmissíveis, uma vez que a maioria está na fase de balada e muita curtição”, observou ela.

SERVIÇO:

O Centro de Testagem e Aconselhamento e Serviço de Assistência Especializada (CTA/SAE) fica na rua P, nº 38, no bairro União. O centro é responsável em garantir acesso à informação, ao diagnóstico precoce de infecção pelo HIV, ao início de tratamento imediato e ainda acesso ao insumo de prevenção e cuidado continuado.

Reportagem: Janaina Ravanelli

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu