Publicidade

Caminhão carregado de cobre é apreendido em Canaã

Desempregado há mais de um ano, Bento Alves Fernandes, 50 anos, motorista do caminhão apreendido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Canaã dos Carajás (Semma), alega que não sabe quem o contratou para fazer duas diárias transportando o minério, nem para onde ia ser transportado, uma vez que este era o primeiro dia de trabalho.

Segundo ele, haviam três caminhões sendo carregados e que ele seguiria os outros motoristas, os quais ele alega não conhecer.


O coordenador de fiscalização da Semma, subtenente Gonçalves, contou que recebeu uma denúncia anônima dando conta de um carregamento que estava sendo feito próximo à Vila Planalto, zona rural de Canaã, sentido Parauapebas.

Ao constatarem a veracidade do fato, os agentes do órgão aguardaram a retroescavadeira terminar o último carregamento e fizeram a apreensão da máquina e do caminhão, que foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil.

 

De acordo com o subtenente, o desafio agora é saber onde está sendo explorado o minério, visto que o local das apreensões trata-se somente de um galpão de armazenamento.

Depois de observar que o motorista atendia frequentemente o celular, voltamos a falar com ele. Durante a conversa, ele acabou afirmando que foi contratado em Parauapebas, onde possui residência fixa, por um homem de prenome Haroldo, mas que teria sido indicado por um amigo cujo nome não se lembra, e que não manteve contato visual com o contratante.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu