Publicidade

Caravana “Lula Livre” chega ao Pará na próxima quinta-feira (23)

O vice-presidente nacional do PT e coordenador da caravana, Marcio Macedo, reforçou os três eixos centrais discutidos pela mobilização: “A Caravana continua a lutar pela liberdade do ex-presidente Lula, preso injustamente, e para provar sua inocência; contra a reforma da Previdência e em defesa da educação e das universidades públicas, combatendo os cortes de recursos feitos pelo governo de Jair Bolsonaro”.

Macedo ressaltou a importância de debater com a população outras questões que envolvem os estados do Norte do país, como a economia da região: “Nós vamos fazer uma visita a Moto Honda na zona Franca de Manaus. Lá vamos ter um diálogo sobre o papel da zona Franca na economia, os incentivos e investimentos que o governoLula fez, gerando empregos e o desenvolvimento do mercado interno”.


A Caravana também vai dialogar com o povo sobre a questão ambiental, ponto de grande preocupação para o país no atual cenário. “No trajeto que faremos de barco no encontro das águas do Rio Negro e Rio Solimões vão ter intelectuais, professores, ambientalistas que farão um diálogo sobre a Amazônia, sobre a tentativa do Bolsonaro de incentivar o agronegócio em detrimento da preservação ambiental e conversar sobre os riscos que corre a biodiversidade brasileira com essas políticas. Nosso patrimônio brasileiro precisa ser preservado com politicas públicas eficientes e que hoje está claramente em risco”, afirmou o vice-presidente do PT.

Outra demanda para essa Caravana continua sendo a defesa da educação. Macedo reafirmou que a agenda inclui debates em universidades para lembrar o legado deixado pelo governo do PT na educação durante o governo Lula e com Haddad como ministro e para combater os cortes do desgoverno.

“Com o Lula na presidência foi o maior investimento da história do Brasil em educação. Foi o maior projeto de expansão universitária, maior número de construção de campis universitários e institutos federais e o fortalecimento de pesquisas e extensão com programas como o Ciências sem Fronteiras e o Prouni”, disse.

Agenda

Quinta-feira – 23/05 – Amazonas

07h: Visita a Moto Honda, diálogo sobre o papel da zona Franca de Manaus na economia
8:30h: Saída do Porto do Ceasa de barco para o encontro das águas com professores, intelectuais, representantes indigenistas e ambientalistas. Diálogo sobre a Amazônia.
11h: Porto São Raimundo: Coletiva com a imprensa.
14h: Encontro com os movimentos sociais no sindicato dos metalúrgicos contra a reforma da Previdência.
16h: Ato em defesa da educação na Universidade Federal do Amazonas – UFAM.

Sexta-feira – 24/05 – Pará
8h: Ato em defesa da educação superior na Amazônia, na Ufopa – Universidade do oeste do Pará na cidade de Santarém.
16:30h: Ato em defesa da educação na Universidade Federal do Pará – UFPA na cidade de Belém.
Sábado – 25/05 – Pará
10h: Ato de encerramento da caravana em defesa da educação e contra a reforma da Previdência na cidade de Concórdia.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu