Banner Educar


Celpa regulariza mais de 48 mil clientes em áreas de gambiarra

Celpa regulariza mais de 48 mil clientes em áreas de gambiarra

Para a regularização, a concessionária investiu cerca de R$ 65 milhões, o que representou a instalação de 35 mil novos postes, 700 novos transformadores, 53 equipes envolvidas, garantindo o fornecimento de energia regular para mais de 300 comunidades contempladas em todo o Estado.

Na regional Norte, que abrange as cidades de Belém, Ananindeua, Marituba, entre outras foram realizadas quase 17 mil novas ligações. Na regional Nordeste, que abrange as cidades de Castanhal, Bragança, Capanema, Santa Maria foram regularizadas quase 8 mil unidades consumidoras. Na regional Oeste, na qual faz parte as cidades de Santarém, Itaituba, Juruti e Oriximiná foram mais de 8 mil ligações e na regional Sul em Marabá, foram realizadas quase 15 mil regularizações.
Importante esclarecer a diferença entre os clientes clandestinos e os consumidores localizados em áreas de gambiarra. Os primeiros possuem rede elétrica em suas ruas, porém se ligam à rede da empresa de forma irregular, assumindo o risco de sobrecarregar a rede, causando curto-circuito ou acidentes fatais. As redes clandestinas comprometem ainda a qualidade da energia distribuída, mas o custo maior é quanto às vidas perdidas em acidentes.

No segundo caso, o consumidor reside em áreas onde não há rede elétrica regular, e na maioria das vezes estão ligados em redes extremamente precárias, sem qualquer atenção à qualidade e segurança, construídas com materiais diversos, arames farpados e cabos de qualquer tipo e bitola, e por vezes pela própria comunidade, daí o nome “gambiarra”.

Por tudo isso, regularizar clientes significa para a Celpa garantir cidadania e conforto aos seus clientes. “Podemos oferecer aos clientes regularizados mais segurança na distribuição do serviço que garante a funcionalidade de seus eletrodomésticos, os clientes passam a ter um serviço de qualidade sem correr o risco de perder seus bens. Outro benefício muito importante é a segurança de ter uma rede bem estruturada evitando acidentes”, explica o gerente de Expansão, Sirley Silva.

Fechar Menu
error: Reprodução proibida!