Publicidade

Celpa se manifesta sobre CPI criada em Parauapebas e diz que está à disposição dos vereadores

Durante a manhã desta quarta-feira (20), a equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar publicou AQUI uma matéria sobre uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que foi criada na Câmara Municipal de Parauapebas para investigar a empresa Centrais Elétricas do Pará (Celpa).

Através de sua Assessoria de Comunicação (Ascom), a empresa emitiu nota e encaminhou para a nossa equipe, confira abaixo na integra:

Saraiva publicidade

“Com relação a matéria intitulada “CPI da Celpa: Cobrança de tributos em contas de energia será investida por vereadores”, a concessionária esclarece que os valores das tarifas de energia, e os reajustes anuais, são determinados pela Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL conforme determinação de Lei Federal. Além disso, as cobranças dos encargos nas faturas de energia, são feitas conforme determinação do setor elétrico. Para se ter uma ideia, os impostos correspondem a 27,5% da conta. Um exemplo é o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), repassado integralmente ao Estado. O PIS e o COFINS, que são tributos cobrados pela União para manter programas voltados ao trabalhador e programas do Governo Federal, também são repassados de forma integral aos órgãos e instituições competentes. Do total da conta de energia, 22,4% é o que fica com a Celpa para manter as suas atividades e realizar os investimentos necessários para melhorias no serviço. Esse percentual é o que a concessionária utiliza para a construção de subestações, otimização da rede de distribuição e atendimento, remuneração de colaboradores e outras ações para garantir qualidade no serviço.
A empresa reforça que está à disposição dos parlamentares para prestar todos os esclarecimentos necessários a respeito das solicitações e que trabalha continuamente com a melhoria dos atendimentos prestados, aliada às ações em favor dos clientes”.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu