Publicidade

Cerca de R$ 44 mil aprendidos seriam de correligionários de Irmã Luzinete (PV) e Priante (PMDB)

O lado “podre” da política começa a aparecer em Parauapebas. Até o fechamento desta matéria ninguém foi detido acusado pelo tradicional crime de “boca de urna”, aquele que pessoas são pagas por candidatos para distribuir santinhos nas proximidade de seções eleitorais, porém, nesta manhã (5), a polícia apreendeu cerca de R$ 44 mil em espécie em um hotel da cidade.

Era por volta das 10h00min da manhã quando a Polícia Civil de Parauapebas através do Delegado Thiago Carneiro recebeu um pedido de apoio da Justiça Eleitoral e Ministério Público Eleitoral para averiguar denúncias. A equipe se deslocou até o Hotel Madeira, localizado na Rio Dourado, no bairro Beira Rio e apreendeu cerca de R$ 44 mil.


A equipe de reportagem do Portal Pebinha de Açúcar esteve no local e segundo as primeiras informações repassadas à imprensa local, além de cerca R$ 44 mil reais em dinheiro, foram apreendidos notas de combustíveis, relação de nomes de eleitores e material de campanha da candidata a deputada estadual Luzinete Rosa Batista (Irmã Luzinete) (PV) e do candidato a deputado federal Priante (PMDB).

Cerca de R$ 40 mil foram apreendidos pela Polícia
Cerca de R$ 40 mil foram apreendidos pela Polícia

Outro lado
O Portal Pebinha de Açúcar entrou em contato via telefone com a Irmã Luzinete, e a mesma disse não ter ciência das acusações e ser inocente. “Fui votar logo cedo, por volta das 8h30min e retornei para minha casa, onde estou reunida com amigos evangélicos e estamos em campanha de oração. Isso é armação de outros candidatos”, relatou Luzinete Rosa Batista.

Nossa equipe também tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa do candidato Priante, porém, não obtivemos sucesso.
Nossa equipe de reportagem deixa espaço aberto para o candidato se manifestar sobre as acusações.

Denuncie!
Qualquer tipo de denúncia deve ser encaminhada para o 0800-096-0003. O Disque Denúncia é um serviço que tem a parceria do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Ministério Público Federal (MPF) e Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e tem como objetivo que os cidadãos sejam os fiscais.

Reportagem e fotos: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu