Publicidade
Parauapebas

Civil investiga participação de quadrilha na morte do Cabo Santarém em Parauapebas

A polícia investiga se integrantes de uma quadrilha que roubou uma loja na Zona Rural de Marabá, sudeste do estado, tem participação na morte do PM Raimundo Nonato Oliveira de Souza, o “Cabo Santarém”, que aconteceu na última segunda-feira (12) no município de Parauapebas.

“Tem dois presos que são de Parauapebas. A gente suspeita que eles tenham envolvimento na morte do cabo conhecido como ‘Santarém’, inclusive na residência de um deles, localizada na folha 16, em Marabá, encontramos um carregador de pistola ponto 40 com munição intacta, sendo que ao fazer o rastreamento, identificamos que a arma é da polícia”, disse o tenente Alex Valino.

A suspeita da polícia surgiu depois que os policias encontraram na casa de um dos integrantes da quadrilha um carregador de pistola ponto 40 que pertence ao 23º Batalhão de Polícia Militar de Parauapebas. Os integrantes dessa quadrilha foram perseguidos por policiais depois que eles realizaram um assalto em uma loja na vila Sororó, que fica localizada entre os municípios de Marabá e Eldorado do Carajás.

Os carros usados na fuga foram abandonas as margens da BR-155, um dos veículos pegou fogo. Segundo a Polícia Militar o carro foi atingido por um foco de queimada, o bando fugiu após realizar um assalto, durante a perseguição ouve troca de tiros e dois assaltantes morreram. Os outros dois integrantes da quadrilha conseguiram fugir pela mata.

A quadrilha era formada por seis pessoas, entre elas estão uma mulher que foi presa em flagrante por roubo qualificado e uma adolescente que foi transferida para o Centro de Internação em Belém, ambas são de Parauapebas e residem no bairro Cidade Jardim. Com a parte da quadrilha que foi presa a polícia encontrou armas, celulares e um notebook.
Os dois suspeitos continuam foragidos.

 

Policial Militar torturado

Um cabo da Polícia Militar identificado como Raimundo Nonato Oliveira de Souza, foi torturado e morto na frente da família no bairro Cidade Jardim, município de Parauapebas, sudeste do estado. Por volta das 23h00 de segunda-feira (12). Quatro assaltantes invadiram a casa do cabo que se preparava para dormir. A vítima passou a ser torturada e foi alvejada com tiros depois que os assaltantes descobriram que se tratava de um PM.

De acordo com informações da Polícia Civil, os assaltantes após descobrirem que Raimundo se tratava de um PM, pois a farda da vítima estava estendida na sala da casa, passaram a pedir a arma do policial que entregou aos bandidos. Depois, com uma faca, três deles passaram a cortar as pernas do policial e depois ele foi alvejado com quatro tiros.

Reportagem: G1

Publicidade

Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing LTDA-ME
CNPJ: 05.200.883.0001-05 Parauapebas-Pará-Brasil
(94) 99121-9293 | (94) 981342558

Todos os direitos reservados © 2017 Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing Ltda-ME
Desenvolvimento Web: Agência Maktub

To Top
error: Reprodução proibida!