Publicidade
Parauapebas

Clínica de Parauapebas leva informações de saúde auditiva gratuitamente pela internet

É comum para muitas pessoas buscarem na internet informações sobre saúde, mas nem sempre as fontes são confiáveis. Com o objetivo de levar conteúdo qualificado sobre saúde auditiva e com base científica a fonoaudióloga, Fabiana Lemos, lançou na manhã desta quinta-feira (17) o Canal Auditiva, no Youtube, com já conta com mais de 120 inscritos.

“Essa é uma contrapartida social. Aqui em Parauapebas já atendemos mais de 30 mil pacientes, esse trabalho que estamos desenvolvendo na internet agora é para contribuir, de alguma forma, com eles. Temos esse compromisso de levar informação confiável, não só para nossos pacientes mas para todas as pessoas que de alguma forma sentirem necessidade de alguma informação, de alguma orientação na nossa área”, afirmou Fabiana Lemos.

Serão postados inicialmente vídeos semanais, informou a fonoaudióloga, acrescentando que “os seis primeiros serão sobre teste da orelinha, que é o nosso carro chefe, mas na sequência vamos ter vários assuntos e conforme for a resposta do público, as dúvidas que eles forem tendo, a gente vai abordando os conteúdos. Vamos responder todas as demandas que recebermos”.

Ter acesso à informações de saúde com fonte segura pode fazer toda a diferença na vida de uma pessoa, assim como a falta de informação também pode implicar em perda da qualidade de vida e até mesmo de saúde, um exemplo claro desse impacto foi relatado pela mãe da pequena Amanda de Souza, de nove anos, que faz terapia fonoaudiológica no Centro de Saúde Auditiva,

“Só descobri que minha filha tinha perda da audição quando ela entrou na escola, com quatro anos. Me perguntaram se ela tinha feito o teste da orelinha, ao nascer, e eu disse que não, na época não era obrigatório e eu nem sabia da existência desse teste. Depois de alguns exames descobrimos que ela tem perda de 30%”, relatou a mãe Elaine Cristina Souza Moraes, destacando que se tivesse acesso à informações mais cedo, poderia ter ajudado mais a sua filha.

“Nós viemos de outro Estado, logo que chegamos aqui em Parauapebas recebemos a referência da Auditiva e há um não e meio a Amanda faz acompanhamento na clínica, é muito notório a evolução do desenvolvimento dela na fala, leitura e coordenação motora. O aparelho auditivo que ela começou a usar também ajuda muito e facilita demais o fato de ser a mesma fonoaudióloga que trata da manutenção do aparelho e faz a terapia dela”, acrescentou a mãe.

Saúde auditiva

Um artigo publicado pela Revista da PUC de São Paulo, em dezembro de 2015, afirma que “de acordo com estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), obtidas por meio de 42 estudos de base populacional, mais de 5% da população mundial possui perda auditiva incapacitante, sendo que 91% são adultos e o restante, crianças. Desse grupo, 50% das perdas auditivas poderiam ser evitadas com ações em prevenção, diagnóstico precoce e tratamento adequado”.

Sobre dados de perda de audição no Brasil, a artigo utiliza o último Censo Demográfico realizado no país, “em relação à audição, mais de 7,5 milhões de pessoas relataram possuir alguma dificuldade, sendo mais de 2,1 milhões os casos de deficiência auditiva severa”. Segundo os dados apresentados por Fabiana Lemos, durante o evento de lançamento do Canal Auditiva no Youtube, mais de 70% de crianças de escolas da rede pública sofrem com perda auditiva.

Publicidade

Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing LTDA-ME
CNPJ: 05.200.883.0001-05 Parauapebas-Pará-Brasil
(94) 99121-9293 | (94) 981342558

Todos os direitos reservados © 2017 Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing Ltda-ME
Desenvolvimento Web: Agência Maktub

To Top
error: Reprodução proibida!