Publicidade

Coluna do Lima Rodrigues – 21 de novembro de 2018

InterCorte 2018

Foi aberta hoje pela manhã e prossegue até sexta-feira (23), em São Paulo, a InterCorte, que ocorre no local mais complexo de negócios da América Latina, o World Trade Center – WTC Golden Hall São Paulo.


A cerimônia de abertura contou com a presença da Diretora do Terraviva Eventos, Carla Tuccilio; do presidente da Associação dos Criadores do Pará (Acripará), Maurício Fraga Filho, que é pecuarista em Marabá; do Secretário de Agricultura do Estado de São Paulo, Francisco Jardim, e do diretor-executivo do Canal Terraviva, Eduardo Ramos.

O primeiro palestrante foi o zootecnista Mário Chizzotti, professor da Universidade Federal de Viçosa (MG), que falou sobre a “Eficiência na Produção de Carne”.

A InterCorte

A InterCorte é o mais consistente evento da cadeia produtiva da carne bovina brasileira, reunindo uma série de iniciativas em prol do desenvolvimento do setor. Desde 2012, percorre os principais polos de produção pecuária do Brasil para levar conhecimentos, discussões e tecnologias para os pecuaristas, integrando a cadeia produtiva da carne. A InterCorte é promovida pelo Terraviva Eventos, do Grupo Bandeirantes de Comunicação, e faz parte do “Integrar para Crescer”, plataforma de comunicação que envolve eventos e ações com o intuito de disseminar informação de qualidade.

Segundo a diretora do Terraviva Eventos, Carla Tuccilio, “são três dias de uma diversificada programação envolvendo os diversos elos da cadeia produtiva da carne, como o “Caminhos da Genética” (iniciativa que é um desdobramento do projeto “Caminho do Boi), um evento em comemoração aos dez anos do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS); congresso da APPS – Associação dos Profissionais de Pecuária Sustentável; encerramento do Circuito InterCorte 2018”.

Carla disse ainda que o objetivo do evento é abranger a cadeia da pecuária de maneira mais ampla. “Por isso, a edição deste ano traz painéis que buscam promover a integração entre diferentes setores do agronegócio, por meio de um ambiente mais pluralizado, evidenciando a importância da união da cadeia produtiva de alimentos em prol do crescimento no Brasil”.

A diretora do Terraviva Eventos, destacou que, “seguindo a ideologia da nossa plataforma de comunicação ‘Integrar Para Crescer’ decidimos ampliar os temas dos debates do evento, trazendo para pauta assuntos que interessam a cadeia como um todo, promovendo assim a troca de informações e a união o setor”. No total o evento contará com mais de 12 atrações que serão distribuídas na programação do evento e também serão realizados em paralelo a etapa.

Caminhos da Genética e da ILPF

Dando sequência ao projeto de especificação das etapas do “Caminho do Boi”, a programação da InterCorte São Paulo teve início com o painel “Caminhos da Genética”, em que serão abordadas as evoluções do segmento de genética. Ainda como parte do projeto, a InterCorte SP teve o painel “Caminhos da ILPF”, que será coordenado pela unidade de Referência Tecnológica do Instituto de Zootecnia (IZ) de Ribeirão Preto (SP). A programação detalhará aspectos da integração lavoura-pecuária-floresta, uma estratégia de produção que integra diferentes sistemas produtivos, agrícolas, pecuários e florestais dentro de uma mesma área. Os visitantes ainda poderão “percorrer” o caminho virtualmente, por meio da tecnologia de realidade aumentada.

Caminhos do Leite

Pela primeira vez a InterCorte recebe um painel dedicado a debater a busca por maior produtividade na atividade leiteira no Brasil. O painel, que será moderado pelo jornalista Sidnei Maschio, tem como tema central “O hoje e o amanhã da pecuária leiteira”.

Workshop

O evento é composto por um workshop de dois dias. Comparecem importantes especialistas, que debatem com o público presente, formado em média por 90% de pecuaristas. Os participantes conferem ainda as novidades tecnológicas apresentadas por empresas de referência do setor que participam da feira de negócios que compõe o evento.

Caminhos do Boi 7.7.7

O desafio de produzir mais, com melhor qualidade e em menor tempo também será tema do painel “Caminhos do Boi 7.7,7”, método que revolucionou a pecuária de corte do Brasil. A técnica foi apresentada há mais de sete anos para o setor pelos pesquisadores do Polo Regional de Colina da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), Gustavo Rezende e Flávio Dutra, ganhou ampla visibilidade no último dia da InterCorte São Paulo este ano.

Caminhos da Comunicação

Como conseguir se comunicar melhor com a sociedade? Para responder a essa problemática verificada principalmente na pecuária de corte,a InterCorte terá um painel denominado “A Comunicação Além da Porteira”.

O objetivo desse painel é ser um espaço de troca de informações sobre boas práticas e projetos de outros setores do agronegócio voltados à comunicação com a sociedade. Mediado pelo jornalista Ricardo Boechat, o painel terá a apresentação de ações de comunicação que vêm sendo desenvolvidas por setores como trigo, cacau, suco de laranja e algodão.

GPB em Ação – Caminhos do Balizador

Painel promovido pelo Grupo Pecuária Brasil – GPB – para discutir ferramenta de balizador de preço da arroba criada pelos pecuaristas.
Haverá ainda debates sobre outros temas”, como a “Utilização de tecnologias e genética para aumento da eficiência produtiva”, com Thiago Henrique Cassiano Cavalcanti, Professor Dr. Ed Hoffman e Edison Laroca Fontoura Filho”, “Sistemas Integrados como estratégia de conservação de solos”, Orlando Melo de Castro”, “Os cinco pilares do manejo da fertilidade do solo nos sistemas integrados”, com Maurício Bassani”, e Plantabilidade nos sistemas integrados de produção, com Paulo Arbex.

Feira de Negócios

A edição de InterCorte em São Paulo conta ainda com uma feira de negócios com a participação de empresas de referência na pecuária, que lançarão no evento suas inovações tecnológicas para tornar a pecuária cada vez mais produtiva e rentável.
O evento tem ainda o Empório InterCorte, um espaço em que empresas comercializam alimentos, bebidas, utensílios e acessórios ligados à pecuária e ao agronegócio em geral.
Maranhão, Pará e Tocantins

Além de representantes do Pará, a InterCorte conta também com a presença do representante da UPL no Maranhão e Tocantins, Tadeu Rocha, que mora em Imperatriz. A UPL foi fundada em 1969, é uma empresa indiana que atua hoje em 124 países e conta com 28 centros tecnológicos que desenvolvem produtos de altíssima qualidade e está entre as maiores empresas do mundo no segmento de agroquímicos.

O trabalho global originou a missão de proteger e nutrir lavouras de soja, milho, algodão, café, cana-de-açúcar, arroz, pastagem, horti-fruti, e citros no Brasil.

Em entrevista ao Conexão Rural, da Rede TV de Parauapebas e de Marabá (PA), o gerente comercial da UPL Pastagem, Alexandre Brito, disse que a empresa tem atuação em todo o Brasil, mas “acredita muito no potencial agropecuário do Maranhão, Pará e Tocantins”.

Com informações da Atualle Comunicação – SP

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu