Publicidade

Conselho Municipal de Turismo faz visita técnica na Rota Carajás

Turismo forte e economia mais forte ainda. É com esse pensamento que o Conselho Municipal de Turismo de Parauapebas em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) está fazendo uma visita na manhã deste sábado (22) na Rota Carajás, na Serra dos Carajás.

De acordo com informações repassadas ao Portal Pebinha de Açúcar, a visita técnica está sendo realizada com o objetivo de fomentar ainda mais o turismo em Parauapebas.


Turismo em Parauapebas, uma realidade que pode atrair olhares e interesses

Turismo em Parauapebas, uma realidade que pode atrair olhares e intParauapebas carrega o título de “Capital do Minério”, embora não vivemos os melhores momentos no campo de trabalho, e isso não é um “privilégio” somente nosso, pois o Brasil amarga momentos difíceis. É preciso buscar novas alternativas e apostar nisso. É preciso investir para que tenhamos novas matrizes econômicas e possamos respirar mais aliviados.

Temos em nossa região cerca de 1,2 milhão de hectares de florestas preservadas. Um mosaico de Unidades de Conservação Federal que representa a maior área de floresta amazônica contínua do Sudeste do Pará.

Temos diversas cavernas ferríferas, algumas com vestígios dos primeiros habitantes da Amazônia, e isso representa o maior parque de cavernas em rochas ferríferas do Brasil. Temos centenas de cachoeiras, temos lagoas, inúmeras trilhas, somos referência na observação de aves, temos savana metalófila, áreas de canga. Sim, temos áreas de savana, com uma paisagem impar que abriga algumas espécies endêmicas, como a nossa Ipomoea Cavalcantei, a popular Flor de Carajás.

Mas não é só isso. Temos em nossa região diversas propriedades rurais, temos balneários, temos águas termais, temos búfalos, temos uma terra indígena e temos tudo para carregar também o título de “Capital do Ecoturismo de Carajás”. Temos tudo para atrair olhares, interesse, e acima de tudo atrair turistas dispostos a se aventurar em nossa região.

A atividade turística é internacionalmente reconhecida como meio eficaz para a redução da pobreza, além de propiciar a geração de renda, empregos e de divisas para financiar o balanço de pagamentos. Segundo pesquisas cada R$ 1,00 investido no turismo gera mais de R$ 4,00 para a economia local. É preciso investir na qualificação do trade turístico local e na infraestrutura dos atrativos, para que com isso possamos passar uma imagem positiva aos nossos visitantes. Na verdade a população local precisa acreditar que o turismo pode ser uma nova matriz econômica, e dessa forma se tornar divulgadora dos nossos atrativos.

Parauapebas hoje conta com um Departamento Municipal de Turismo, o DETUR, que tem investido na qualificação do trade e roteirização dos nossos atrativos. Rota das Águas, Rota Carajás, Rota Indígena e Rota do Búfalo são algumas das opções que já estão sendo trabalhadas para serem oferecidas aos nossos visitantes. Temos buscado novas alternativas e segmentação de novos produtos para atender ao maior número de grupos possíveis. Temos buscado experiências de comunidades que hoje tem o Turismo como fator de desenvolvimento econômico e para isso temos participado de workshops, fóruns e realizado visitas técnicas, isso porque entendemos que a hospitalidade turística deve atender de forma eficaz a todos os públicos. Dentre essas, várias outras medidas estão sendo tomadas para colocar Parauapebas na rota do turismo, como por exemplo, participação em feiras de nível internacional, eventos locais, feiras gastronômica e cultural.

#VemProPebas

Antonio Dácio Rodrigues de Souza
Segmentação de Produtos – DETUR
Departamento Municipal de Turismo de Parauapebas

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu