Publicidade

Corpo de Bombeiros registra queda no número de ocorrências no feriado da Semana Santa

O tempo chuvoso e a ocorrência da maré alta fora do horário reservado normalmente ao banho de mar contribuiu para a baixa movimentação de pessoas e também de ocorrências, que caíram 32% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Os bombeiros atuaram na condição de guarda-vidas e socorristas em 13 Regiões de Integração: Capital (Belém, Outeiro, Cotijuba e Mosqueiro), Guamá (Castanhal, Colares, Curuçá, Marapanim, Maracanã, São Caetano de Odivelas, São Domingos do Capim, São Miguel do Guamá e Vigia), Tocantins (Abaetetuba, Baião, Barcarena, Cametá, Igarapé Miri e Mocajuba), Marajó Oriental (Muaná, Soure, Salvaterra e Ponta de Pedras), Caeté (Bragança, Capanema, Capitão Poço, Peixe-Boi, Ourém e Salinópolis), Capim (Paragominas e Ipixuna do Pará), Marajó Ocidental (Breves, Curralinho e Portel), Lago de Tucuruí (Tucuruí), Carajás (Itupiranga, Marabá e Parauapebas), Xingu (Altamira e Porto de Moz), Baixo Amazonas (Oriximiná, Óbidos, Terra Santa e Santarém), Alto Xingu (Redenção, Conceição do Araguaia, Tucumã e Xinguara) e Tapajós (Aveiro, Itaituba, Placas e Rurópolis).


Em Marudá, onde o CBM atuou com nove guarda-vidas, e nas praias do Crispim e Algodoal, cobertas por mais 16 bombeiros, a movimentação de banhistas foi baixa durante o feriado. As ocorrências registradas foram de acidentes com animais marinhos, crianças perdidas e três princípios de afogamento. Um bote e um veículo de resgate deram apoio ao serviço dos bombeiros durante o feriado.

Em Santarém, no Baixo Amazonas, o dia de maior público nas praias de Alter do Chão e Maracanã, as mais procuradas pelos banhistas, foi o domingo, 05, o que exigiu dos guarda-vidas atenção redobrada para evitar afogamentos e acidentes com embarcações. Os bombeiros precisaram intervir principalmente quanto à utilização incorreta dos coletes salva-vidas por parte dos usuários de embarcações como caiaques e motos aquáticas. Para garantir a segurança dos frequentadores nos dois balenários, o CBM delimitou a área útil destinada aos banhistas com bóias de sinalização.

No balanço geral do trabalho realizado nos balneários do Estado, foram registrados 13 princípios de afogamento sem vítimas, cinco crianças localizadas, dezesseis acidentes com animais marinhos e outros dez com objetos perfuro-cortantes, três atendimentos de mal súbito, três de luxações e um de alcoolemia,além de dois transportes de emergência.

O CBM também atuou na Operação Estradas com um efetivo de 27 militares socorristas no serviço de atendimento pré-hospitalar, em viaturas de resgate posicionadas em pontos estratégicos nas barreiras de Santa Maria, Nova Timboteua, Santa Luzia, Salinas, Goianésia e Outeiro. Ao todo, três acidentes foram registrados nas estradas estaduais, sendo dois sem vítimas fatais, ocorridos nos municípios de Nova Timboteua e Goianésia, e um com óbito, em Santa Maria do Pará.

Reportagem: Maj. Adalmilena

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu