Publicidade

Crimes eleitorais continuam pelas ruas de Parauapebas

No final do mês agosto a equipe de reportagem do Portal Pebinha de Açúcar denunciou alguns crimes eleitorais que estavam sendo comedidos no município de Parauapebas, entre eles a colocação irregular de cavaletes por parte de coligações partidárias destas eleições de 2014 em calçadas e vias públicas.

Logo após a denúncia, a Juíza Eleitoral Adelina Luíza Moreira Silva e Silva com o apoio de autoridades policiais realizou uma operação por bairros da cidade que culminou na apreensão de vários materiais que estavam expostos de forma irregular.


Nem mesmo com a ação da Justiça Eleitoral, representantes de partidos políticos e coligações se intimidaram, tendo em vista que na manhã deste sábado (27) a reportagem do Pebinha de Açúcar flagrou várias irregularidades que são consideradas crimes eleitorais, como por exemplo colocar cavaletes em áreas públicas atrapalhando o fluxo de pessoas.

A campanha política para as eleições deste ano começou oficialmente dia 6 de julho. O primeiro turno será no dia 5 de outubro e, caso haja segundo turno, no dia 26 de outubro. Mas nem toda forma de divulgação é permitida.

De acordo com Superior Tribunal Eleitoral, são permitidos cartazes móveis, cavaletes, bandeiras ao longo das vias públicas, desde que não dificultem o bom andamento do trânsito de pessoas e veículos. Mas devem ser colocados e retirados diariamente, entre 6h e 22h, o que não vem acontecendo em Parauapebas.
Não é permitido colocar propaganda em postes de iluminação pública e sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e árvores.

Reportagem e foto: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu