Publicidade

Desempregado pede ajuda para ampliar moradia

Ângelo Silva de Santana é um jovem trabalhador que, assim como tantas pessoas, vem sentindo o gosto amargo do desemprego há alguns meses em Parauapebas.

Casado e pai de um filho de 1 ano, b enfrenta a dificuldade de moradia; o que fez com que apelasse por morar em uma ocupação anexa ao bairro Nova Carajás, em um local onde seriam entregues residências do Programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal. Ali, o desempregado fez um barraco de apenas um cômodo, onde vive, com dificuldade, com sua esposa e o filho.


Nossa equipe de reportagens visitou aquela família e pôde conferir a situação precária em que vive, não tendo, muitas vezes nem como se alimentar direito.

O apelo de Ângelo é para aumentar um pouquinho mais sua moradia, mas ele diz não ter condições, motivo que o faz pedir auxílio às pessoas de boa vontade.
Ele precisa do básico para construção: tijolos, cimento, areia e telha. A mão de obra, Ângelo garante que consegue com os amigos que moram na mesma ocupação. “Aqui todos se ajudam dentro das possibilidades. Mas todos estamos praticamente na mesma condição de desemprego, por isto, apenas em mão de obra poderão me auxiliar”, detalha Ângelo, garantindo que com o material, conseguirá construir com a mão de obra dos amigos.

 

Quem se sensibilizar e quiser auxiliar esta família, pode manter contato pelo telefone: (94) 99186-6951, ou ir até a invasão no bairro Nova Carajás e no “Bar do Mazinho”, perguntar pelo Ângelo.

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu