Banner Educar


Detentos fazem quatro reféns em penitenciária de Redenção

Detentos fazem quatro reféns em penitenciária de Redenção

Uma equipe da Polícia Militar está no local e tenta negociar a liberação dos reféns. Já são mais de 12 horas de motim. Os presos reclamam da superlotação nas celas e da péssima qualidade da alimentação no centro de recuperação.

Em nota, a Susipe (Superintendência do Sistema Penal) informa que o motim começou por volta das 21h de ontem, depois que um detento da cela 12 do bloco B avisou que estava passando mal e foi retirado por agentes de plantão para atendimento médico. Depois de ser atendido, os servidores retornaram com o detento para o bloco carcerário, quando foram atacados pelos presos da cela e rendidos.

Homens do Grupamento Tático Operacional (GTO) da Polícia Militar foram acionados. O juiz Haroldo Fonseca, titular da 2º Vara Criminal de Redenção, participou das negociações junto com o Comandante do 7º Batalhão da PM, mas a conversa foi suspensa durante a madrugada. Pela manhã, a tropa da Companhia de Operações Especiais (COE), da Polícia Militar do Pará, chegou ao local para reforçar a segurança na unidade prisional e dar continuidade nas negociações.

Cerca de 160 detentos do bloco B estão fora das celas no local destinado ao banho de sol. Na imagem divulgada no Facebook da Susipe aparecem 30 detentos no telhado.

Segundo a Susipe, atualmente o CRR custodia 401 internos e sua capacidade é para 120.

Reportagem: ORM News / Foto: Divulgação Susipe

Fechar Menu
error: Reprodução proibida!