Publicidade

Dólar despenca e bolsa dispara com resultados das eleições

Foto: Adriano Machado/Rodolfo Buhrer/Reuters

dólar desaba na manhã desta segunda-feira, sendo negociado a 3,754 reais por volta das 10h50 – uma desvalorização de 2,67%. A queda é reflexo da euforia do mercado financeiro após a expressiva votação de Jair Bolsonaro (PSL) no primeiro turno da disputa pela Presidência da República. Na bolsa de valores de São Paulo, a B3, o Ibovespa, principal indicador, dispara 4,9%, a 86.348 pontos.

No domingo, os brasileiros foram às urnas para escolher seus próximos representantes. Na corrida pelo Planalto, Bolsonaro recebeu 46,04% dos votos válidos enquanto o petista Fernando Haddad, que vai disputar o segundo turno contra o capitão da reserva, somou 29,26% do total.


“Primeiro, existe a perspectiva de que Bolsonaro vai ganhar. Com a base que ele tem [na Câmara e no Senado], há espaço para realizar as reformas que ele deseja. Havia dúvida sobre a capacidade de encaminhamento dessas propostas”, explicou o economista-chefe da Spinelli, André Perfeito.

Na bolsa, a euforia é semelhante. “O Ibovespa, provavelmente, vai bater os 90.000 pontos e o dólar vai continuar recuando. Mas isso não significa que os problemas de nossa economia foram resolvidos”, disse o economista da Global Financial Advisors, Miguel Daoud. “A partir de agora, o mercado passa a olhar a capacidade de um possível governo Bolsonaro de resolvê-los.”

Segundo ele, o mercado só vai sofrer volatilidade após os candidatos divulgarem suas propostas. “O mercado tem esse comportamento: exagera no pessimismo e no otimismo. Ainda é cedo para achar que o mercado terá um comportamento diferente do que está tento hoje.”

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu