Publicidade

Duplicações das estradas Faruk Salmen e PA – 160 estão em processos adiantados

Com um prazo estimado em seis meses para conclusão da obra de duplicação da Rodovia Faruk Salmen, conhecida popularmente como Estrada de Acesso à Ferrovia e de 12 meses para a obra da PA – 160, ambas já estão em processos bem adiantados, como podem ser vistos por todos, o que indica que os prazos vão ser cumpridos nos tempos estabelecidos.
As obras milionárias eram aguardadas há muitos anos pela população que corriam frequentes riscos de acidentes nas estreitas vias.

A duplicação da Faruk Salmen está sendo executada sob responsabilidade da mineradora Vale após várias negociações com a Prefeitura Municipal de Parauapebas. Os serviços começaram oficialmente no dia 29 de maio deste ano. O trecho da obra de duplicação da estrada vai da Delegacia de Polícia Civil até o Bairro Palmares Sul, calculando uma extensão total de 8,4 Km, está no projeto também a construção de uma pista de rolamento, ciclovia e espaço para pedestre.
O processo de terraplanagem já foi feito na maioria do percurso e em alguns deles já receberam pavimentação asfáltica


Duplicação da PA – 160
Já as obras da PA – 160, umas das mais movimentadas da cidade, começaram ainda em abril e vai da Estrada Faruk Salmen até a entrada do Loteamento Amazônia, medindo cerca de 10 quilômetros de extensão e beneficiará diretamente 13 bairros da zona urbana de Parauapebas. O projeto prevê ainda a criação de ciclovia, iluminação com energia solar, passarelas, rotatórias e várias outras.

Até o momento, o índice de acidentes causados pelas obras é quase zero, medidas de segurança foram rigorosamente tomadas com uma sinalização destacada na execução das duas obras.

Reportagem e foto: Natália Rosa – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

 

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu