Banner Educar


Empregos despencam em Parauapebas e apresentam alta em Marabá

Empregos despencam em Parauapebas e apresentam alta em Marabá
Foto: Israel Alves / @pebas

O município de Parauapebas fechou 1.921 postos de trabalho, apresentando saldo líquido negativo de 304 vagas, na diferença entre quem arrumou e quem perdeu o emprego. No Pará, apenas Belém (saldo negativo de 942 vagas) e Altamira (saldo negativo de 1.401 vagas) conseguiram ser piores.

Já a cidade vizinha Marabá, pelo contrário, apresentou o segundo mês seguido com saldo positivo. Foram realizadas 1.597 novas contratações no município, e o saldo líquido ficou positivo em 49 vagas. Marabá é um dos 15 municípios paraenses que mais geram emprego.

Enquanto as “potências” do Sudeste e do Sul do Brasil agonizam em desemprego, estados do Nordeste e daqui do Norte contrariam as circunstâncias e empregam como nunca antes. Maranhão, Paraíba e Acre, até pouco tempo alvo de piadinhas que faziam alusão à miséria e à distância, estão se tornando salvadores da pátria – a mesma que, em apenas um ano, despejou quase um milhão de demitidos nas ruas do país. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgadas na tarde desta sexta-feira (25).

A empáfia de SP, RJ, MG e companhia está se voltando contra eles. Sucateados, esses estados estão virando verdadeiros “rincões de miséria” no Brasil que os próprios ajudaram a pintar. Agora, sim, os distantes querem distância.

Reportagem: André Santos – Colaborador do Portal Pebinha de Açúcar

Fechar Menu
error: Reprodução proibida!