Publicidade

Escola Milton Martins na prevenção e combate à Dengue

Prevenir e combater a dengue são tarefas simples. Mas, justamente por isso, acabam caindo no esquecimento, o que tem feito com que milhares de brasileiros ainda sofram com ela a cada ano. A equipe docente da Escola Milton Martins têm trabalhado para mudar essa realidade no município, por meio de orientações aos alunos sobre o que é a dengue, como o mosquito se reproduz, os sintomas da doença e, principalmente, o que fazer para combatê-la.
E visando alertar a comunidade externa sobre os perigos da doença e contribuir de forma mais ampla no combate ao Aedes Aegypti, toda a comunidade escolar da Milton Martins realizaram uma grande ação em forma de passeata pelas ruas do Bairro Nova Carajás, na tarde da última quarta-feira (2).

A ação também faz parte do projeto “Dengue” desenvolvido pelos professores de ciências nas turmas de 3º e 4º ciclos da escola durante todo o mês de março. Segundo a professora de Ciências, Iêda Almeida Cruz, o projeto, proposto pela coordenação de ciências da Secretaria Municipal de Educação (Semed), veio de encontro às necessidades do bairro.
O aluno do 9º ano, Robson Kaique, 13 anos, diz que aprendeu direitinho à lição. “Antes nós só limpávamos de vez em quando o quintal lá de casa, mas depois que descobrir o mal que esse pequeno mosquito pode causar, eu e meus pais limpamos com frequência. Agora trabalhamos junto no combate à dengue e não deixamos mais água parada, sabemos que isso faz com que o mosquito não se desenvolva”, disse o pequeno Robson.


A culminância final do projeto, que contará com palestras, apresentações dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos e de gráficos demonstrativos com o número de casos da doença registrados no município, ocorrerá na próxima segunda-feira (7), a partir das 17h na própria escola, localizada na Avenida Nova Carajás, no bairro Nova Carajás.

Reportagem e foto: Luzandra Vilhena

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu