1383689_210202192486717_171625731_n

Estrada da Morte continua fazendo vítimas em Parauapebas

• 29/09/2013 • PolíciaComentários (1)

Após uma série de acidentes que ceifou as vidas de seis pessoas só neste mês de setembro na PA-160, que liga o município de Parauapebas a Canaã dos Carajás, a “estrada da morte”, como é conhecida a PA-160 continua fazendo vítimas.

Após aproximadamente dez dias depois de um acidente trágico ocorrido na PA-160, que envolveu dois carros e uma moto, onde terminou com quatro mortes, inclusive de um Policial Militar e uma criança de pouco mais de um ano de idade, na noite deste sábado (28), às 19h20min, quase no mesmo local do último acidente, dois carros, sendo uma pick-up Amarok, de cor prata, e um carro de passeio também de cor prata se envolveram em um violento acidente.

Segundo informações de algumas pessoas que estavam no local, a pick-up Amarok trafegava sentido Casa Populares, enquanto o carro de passeio vinha do bairro Cidade Jardim, sentido Beira Rio. No baque, a Amarok rodopiou na pista, porém, felizmente não houveram vítimas fatais.

Reportagem: Mauro Alves

Pin It

Related Posts

One Response to Estrada da Morte continua fazendo vítimas em Parauapebas

  1. joaquim olimpio disse:

    boa noite gente todo o culpado por acedente altomobilistico é o próprio condutro, não concordo culpar as autoridades pelo nossos erros, se todo mororista tivesse responsabilidade no volante muitas vidas seriam polpadas, temos muito inresponsavel em motos carros , ônibus e vans, andando feito louco pelas rua de nossa cidade colocando a vida de outras pessoas em risco gravíssimo gente tem u retorno da rua E com a 14ali é uma falta de vergonhas de todos os condutores q decem pela a contra mao ainda acham eles estão cheia da razão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>