Publicidade

EXCLUSIVO: Mãe revela que seu filho teve a cabeça decepada e foi cruelmente assassinado em Parauapebas

Foto da vítima fatal ainda em vida

O Portal Pebinha de Açúcar divulgou na manhã desta sexta-feira (8) a informação sobre um assassinato que vem repercutindo muito em Parauapebas e região, onde um jovem que seria de uma facção criminosa foi morto cruelmente, tendo sua cabeça decepada do corpo, veja AQUI.

Na mesma reportagem, o delegado titular da Seccional de Polícia Civil de Parauapebas, Gabriel Henrique, afirmou ter sido registrada a ocorrência do desaparecimento de uma pessoa e que as investigações estavam em andamento. Porém, tão logo o vídeo foi divulgado no Portal Pebinha de Açúcar, foi confirmado que o rapaz é mesmo de Parauapebas.


Trata-se de Wendel Fabrício Correia que tem 19 anos de idade e é conhecido como “De Belém”. Há dois anos ele teve passagem pela polícia pelo consumo de drogas, foi solto, passou um tempo em Macapá com seu pai, onde tem companheira e filha e desde dezembro de 2018 estava em Parauapebas.

 

Quem conversou com a reportagem e repassou as informações, foi Fátima Correia, mãe de Wendel. Ela mora a cinco anos em Parauapebas.

Fátima relatou ao Pebinha de Açúcar que seu filho saiu de casa no último domingo (3), por volta de 20h00, quando disse que iria na casa de amigos, porém, não deu mais notícias. Ela disse ainda que teve acesso aos vídeos na quarta-feira (6) e está desesperada com a morte cruel do filho. “Eu só quero encontrar o corpo de meu filho e pelo menos ter a oportunidade de fazer um velório e enterro dignos”, relatou.

Ainda segundo a mãe, o rapaz não participava de nenhuma facção criminosa e no vídeo, foi forçado a falar que participava. “As autoridades precisam reforçar a segurança em Parauapebas, quero justiça. Não temos que ter medo, temos que ter fé em Deus”, disse ela, bastante emocionada.

 

Agora, confirmado que o caso tenha sido mesmo com um morador de Parauapebas, cabe à polícia descobrir onde está o corpo de Wendel e quem foram os algozes que o executaram impiedosamente.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu