Publicidade

Exército reforçara esquema de segurança nas eleições em Marabá

As forças de segurança realizaram um ‘estágio’ na tarde de ontem em preparativos para a cobertura, acompanhamento e segurança das Eleições 2014, que será realizada no próximo domingo (5) em todo o país. O Exército Brasileiro juntamente com os órgãos públicos de segurança realizaram um treinamento na tarde de ontem (30), na 23ª Brigada de Infantaria de Selva, no intuito de acertar os últimos procedimentos da operação que irá garantir a segurança nas eleições de domingo.

No estágio, estiveram presentes, o Juiz Eleitoral da 100ª zona, Jonas da Conceição Silva; representantes da Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Nacional e Comissão de Combate à Corrupção Eleitoral (CCCE) da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção Marabá. O Juiz Jonas Conceição Silva, garante que os órgãos envolvidos na operação estão prontos para que não haja tumultos durante a votação.
“Cada órgão de segurança tem sua responsabilidade no dia das eleições, todos vão contribuir pra que tudo ocorra na normalidade possível”, ressalta Jonas.

Saraiva publicidade

O Exército terá participação efetiva, embasado judicialmente pela lei nº 4.737 de julho de1995, que requisita o amparo das forças armadas à disposição da justiça eleitoral. Segundo o Tenente Coronel Veiga, as tropas farão patrulhamento e garantirão a segurança próximo aos locais de votação em Marabá e mais 30 municípios.
No domingo será instalado um centro de operações no comando da 23ª Brigada, a partir das 7 horas até o final da apuração. “Vamos controlar todas as tropas que estamos desdobrando no estado do Pará em quatro municípios do Maranhão”, conta o Tenente Coronel.

POLICIA
Com o objetivo de garantir o livre exercício do voto, normalidade da votação e na apuração de votos a Polícia Militar atuará com 300 policiais em Marabá e em outros nove municípios da região. Segundo o Tenente Coronel Eduardo Pimentel, da Polícia Militar foi feito um planejamento integrado juntamente com o exército brasileiro, a guarda municipal e todos os órgãos de segurança. “Nosso policiamento já foi dividido, vamos ter um reforço de Belém também para poder cobrir as sessões eleitorais de forma que toda a minha área”, disse. “Todos os meus nove municípios estarão cobertos por policiais militares que garantirão a tranqüilidade e a segurança da votação”, explica o Tenente Coronel Eduardo Pimentel, da Polícia Militar.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu