Banner Educar


Governador reúne secretariado e avalia obras e projetos executados

Governador reúne secretariado e avalia obras e projetos executados
Foto: Cristiano Martins

Entre as prioridades para o próximo ano está a conclusão de projetos e obras que já estão em andamento em todos os segmentos, como os Hospitais Regionais, o “Mangueirinho”, a duplicação da Avenida Perimetral, obras em estradas e a reforma e revitalização do Parque Estadual do Utinga, entre outros. “Mesmo diante das dificuldades e de todo o cenário nacional desfavorável, conseguimos avançar com muitas obras e ações, com as contas equilibradas. Devemos ter a consciência de que temos muito trabalho pela frente, pois 2016 não será um ano fácil. A economia não demonstra sinais de crescimento e temos que nos preparar para fazer mais com menos”, afirmou Simão Jatene.

“Tivemos a capacidade de investir bem superior do que imaginávamos em um primeiro momento. Esse recurso foi fundamental para concluirmos a Avenida Independência, para fazermos a ponte do Curuá, a ponte de Igarapé-Miri, para praticamente reconstruirmos a PA-150 e inaugurar o Oncológico Infantil, entre outras obras e serviços em todo o Estado”, avaliou o governador.

Gestão – Segundo Simão Jatene, a responsabilidade com a gestão da administração pública tem permitido ao Estado sobreviver durante a crise. “O que é fato é que conseguimos investir de forma bastante expressiva. Isso tem surpreendido alguns. Conseguimos virar os anos com algum saldo, e isso foi o que nos permitiu compensar um pouco a redução das transferências durante esses doze meses. Não tem mágica”, explicou. “Agregamos a esse fato a receita vinda das ações que desenvolvemos durante o ano, e aí chegaremos ao cenário atual, que mesmo com as contas equilibradas, é grave. Por isso sabemos que ainda temos muito o que fazer”, acrescentou o governador.

Simão Jatene orientou ainda para que todos façam um levantamento minucioso de projetos e contas, para que não haja desperdícios e os investimentos sejam feitos de forma direcionada. “Não vamos deixar de investir, pelo contrário, mas temos que analisar a situação para saber como melhor direcionar esses recursos e racionalizar os gastos”, disse.

Jatene destacou a preocupação de gestores em todo o país, especialmente governadores e prefeitos. “A cada momento que eu participava de uma reunião nacional e via a situação deles, percebia que ainda estamos um pouco melhor. Certamente isso não seria possível sem o esforço coletivo, cooperação e empenho de cada um dos gestores”, finalizou Simão Jatene.

Reportagem: Lidiane Sousa

Fechar Menu
error: Reprodução proibida!