Publicidade

Incêndio deixa família sem casa em Parauapebas

Uma casa foi completamente consumida pelo fogo na noite da última segunda-feira, 22, no Bairro Liberdade I, em Parauapebas. Segundo o dono do imóvel, Arlito Santos da Costa, o sinistro começou por volta de 23h30, provavelmente por um curto circuito na fiação elétrica da casa. Ele reclama que houve demora na chegada do Corpo de Bombeiros e as chamas destruíram tudo o que havia no imóvel. Arlito e a família ficaram apenas com a roupa do corpo.

Ele conta que estava no serviço, na Serra dos Carajás, quando recebeu a ligação de sua filha, informando do princípio de incêndio na casa, porque sua esposa tinha observado que estava saindo fumaça do teto. Ainda de acordo com ele, quando estava retornando para casa, pediu para o motorista do ônibus que o transportava parar em um telefone público e ligou para o Corpo de Bombeiros, que informou que uma viatura já estava a caminho.

Saraiva publicidade

“Eu demorei uma hora e 40 minutos mais ou menos para chegar em casa e, quando cheguei, a viatura ainda não tinha chegado. Essa demorar impediu que pudéssemos consegui tirar alguma coisa da casa. Tudo foi consumido pelas chamas”, reclama, dizendo que a ligação do 190 cai em Marabá e, ainda há toda aquela burocracia, para averiguar se não se trata de trote.

A residência que ficava no bairro Liberdade
I foi quase que completamente incinerada

 

“Eu sei que eles recebem trotes e é natural que haja a checagem, mas tivesse um número aqui de Parauapebas, talvez as coisas fossem mais rápidas”, ressalta Arlito.

Como perdeu tudo, ele diz que está recebendo a solidariedade de amigos, vizinhos e colegas de trabalho. “Graças a Deus foi apenas prejuízos materiais. Minha mulher e meus filhos conseguiram sair da casa sem sofrer nada. Agora a gente vai trabalhar para adquiri tudo novamente e, só tenho a agradecer aos amigos, colegas e vizinhos que estão nos ajudando”, agradece.

Segundo ele, sua família está na casa de um amigo no bairro Cidade Jardim e quem quiser ajuda-lo pode ligar para o número 94-98106-1134. A casa é alugada e ele estava aguardando o proprietário para saber quais providências tomar.

Quanto à reclamação da demora do Corpo de Bombeiros, o sargento Constantino, que estava de serviço no dia da ocorrência, garante que se houve demora, foi na comunicação do caso ao quartel. Ele assegura que assim que o caso foi informado pelo CCO e também através de ligação de populares, por volta de 1h17, a viatura foi deslocada em no máximo sete minutos para atender a ocorrência.

Telhado destruído pelas chamas,
possivelmente provocadas por um curto-circuito

 

Ainda de acordo com ele, quando a pessoa liga para o 190, a ligação cai na central em Marabá, que repassa automaticamente para o CCO de Parauapebas. O sargento, no entanto, destaca que existe um telefone fixo no quartel, o 3356-4010, que funciona 24 horas para atender ocorrências. “As pessoas às vezes não sabem desse número e ligam para o 190. Mas podem ligar que há um bombeiro de plantão para atender”, informa.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu