Publicidade
Esportes

Judoca de Parauapebas vai disputar o Parapan de Jovens

Os paratletas paraenses Thiego Marques, da Associação Esportiva e Paradesportiva do Sul e Sudeste do Pará (Aepa), de Parauapebas, e Larissa Oliveira da Silva, da Associação Souza Filho de Artes Marciais (Asfam), de Belém, foram convocados pelo Comitê Paralímpico Brasileiro para a disputa da quarta edição dos Jogos Parapan-Americano de Jovens. O torneio será disputado em São Paulo, no CT Nacional Paralímpico, no período de 20 a 25 de março. Larissa Oliveira também disputou o Grand Prix Infraero de Judô Para Cegos, também na capital paulista, no início de março. Ela e outros três judocas da Asfam receberam o apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

O Parapan vai contar com a participação de mil atletas na faixa etária dos 13 aos 21 anos, de 20 países. A competição terá 12 modalidades em disputa: atletismo, bocha, futebol de 5, futebol de 7, golbol, judô, halterofilismo, vôlei sentado, natação, tênis de mesa, basquete em cadeira de rodas e tênis em cadeira de rodas, único esporte que não será disputado no CT Nacional.

O Parapan é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, sob a chancela do Comitê Paralimpico Internacional. O objetivo da delegação brasileira é manter o domínio da competição, como aconteceu nas duas últimas edições dos Jogos Parapan-Americanos de Jovens.

A última edição dos Jogos foi realizada em Buenos Aires, na Argentina, em outubro de 2013, com 631 atletas de 16 países em dez esportes. O Brasil liderou o quadro de medalhas com 209 pódios, sendo 102 de ouro. A primeira edição do Parapan de Jovens havia sido em 2005, na cidade venezuelana de Barquisimeto, com atletas de dez países. Em 2009, 14 nações competiram em Bogotá, Colômbia.

Grand Prix

Larissa Oliveira também disputou o Grand Prix Infraero de Judô Para Cegos, em São Paulo, de 10 a 12 de março. Ela competiu ao lado de outros três atletas da Asfam: Miquias Nascimento, Vagner de Oliveira e Ana Clara Maciel. Eles integram o projeto Dorinha, realizado pela Associação Souza Filho de Artes Marciais (Asfam) e que atende crianças em situação de risco social e deficientes visuais, autistas e portadores de Síndrome de Down. A entidade vem aumentando o espaço para reinserção social e revelações de talentos.

Segundo a presidente da Asfam, Ana Cecília Moreira, a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) garantiu as passagens aéreas para a equipe paraense participar do GP Infraero. “A gente veio pedir apoio da Seel para custeio das passagens. O evento paga hospedagem e alimentação. A gente só estava precisando das passagens”. A judoca competia entre atletas de 48kg e passou para 52kg.

Reportagem: Antonio Darwich / Agência Pará

Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing LTDA-ME
CNPJ: 05.200.883.0001-05 Parauapebas-Pará-Brasil
(94) 3356-0260 | (94) 981342558

Todos os direitos reservados © 2017 Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing Ltda-ME
Desenvolvimento Web: Agência Maktub

To Top