Publicidade

Liga Esportiva lança projeto de escolinha de futebol e recebe apoio de deputado

Em um encontro realizado nesta segunda-feira (21), com membros da Liga Esportiva de Parauapebas (LEP) e o Deputado Estadual João Chamon (PMDB), foi lançado o Projeto Escolinha de Futebol da LEP. A iniciativa tem o intuito de descobrir talentos no futebol, além de formar uma rede de cunho social.

Durante o encontro, o Deputado Chamon afirmou que está à disposição para contribuir, levando o projeto para o próximo prefeito de Parauapebas, Darci Lermen (PMDB), que faz parte de seu grupo político. Na esfera estadual, João Chamon declarou que tem bom trânsito junto a equipe da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (SEEL), assim como poderá representar o município no Ministério do Esporte.


Contudo, Chamon declarou também, que não pode interferir nos interesses do grupo político do prefeito eleito Darci Lermen, mas que seu mandato de Deputado é mais abrangente do que a política local. “Eu já tinha marcado uma audiência com o Ministro do Esporte agora para dezembro, então juntou a fome com a vontade de comer, então já vou levar para minha audiência com o ministro Picciani o projeto daqui, dos clubes de futebol de Parauapebas”, afirmou.

A Escolinha de Futebol da LEP planeja alcançar 1.200 crianças, os principais critérios determinam que para virar aluno, é necessário estar matriculado regularmente em uma escola e a renda familiar não pode ultrapassar dois salários mínimos.

Para o idealizador do projeto e  presidente eleito da Liga Esportiva de Parauapebas para o biênio 2017 e 2018, Eldemarte Santos, a descentralização do acesso à escolinha é um dos pontos mais importantes: “O projeto não vem ao encontro do que já existe no Complexo Esportivo, comandado pela Semel (Secretaria Municipal de Esporte e Lazer), porque o Complexo Esportivo é único, e a cidade cresceu muito, então, são vinte polos que vamos criar de escolinhas espalhados pela cidade”, disse.

Ainda de acordo com Santos, Parauapebas já contribuiu muito para o esporte local, então seria a hora do esporte contribuir com a município fazendo o trabalho social. O projeto tem um planejamento de mais de R$ 1 milhão de reais.

Reportagem: Jéssica Diniz / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu