Publicidade

Mais de dois mil homens ‘brigam’ por 156 vagas de emprego em Parauapebas

Foto: Arquivo

No Brasil, falta trabalho atualmente para 27,6 milhões de brasileiros. É o que mostra a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) trimestral divulgada nesta quinta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa de subutilização da força de trabalho ficou em 24,6 % no 2º trimestre de 2018.

Parauapebas, que antes era referência em oportunidades de emprego, por conta de gigantescos projetos minerais na região, se destacava positivamente nas ofertas de serviços diversos, porém, com a crise nacional e com cada vez mais instalação de projetos modernos, que usam mais máquinas e menos a mão de obra humana, milhares de pessoas ficaram desempregadas e a luta por uma oportunidade de emprego está cada vez maior.


Desde a última quarta-feira (15), que uma aglomeração gigantesca começou a se formar nas proximidades do Sistema Nacional de Emprego (SINE), que fica localizado no Bairro Cidade Nova, em Parauapebas.

Durante a manhã desta quinta-feira (16), homens da Polícia Militar foram acionados para organizar o grande movimento naquele órgão público, onde mais de dois mil homens “brigam” por 156 vagas que estão sendo oferecidas por uma empresa que oferta oportunidade de emprego nas seguintes áreas: Pedreiro Civil; Carpinteiro; Montador de Andaime I; Soldador Mig/Mag; Soldador chaparia. Mecânico montador; Ajudante geral; Caldeireiro; Pintor; Encanador hidráulico e Servente.

 

“Desde ontem estou aqui com centenas de companheiros em busca de uma oportunidade de emprego. Infelizmente, Parauapebas não está como antes, porém, não podemos desistir, afinal, precisamos trabalhar para sustentar nossas respectivas famílias”, relatou o carpinteiro Apacerido Gomes de Oliveira, em declarações feitas à equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu