Publicidade
Educação

Mais de três mil alunos da rede pública são beneficiados com o “Novo Mais Educação”

Mais de três mil alunos de 36 escolas da rede pública municipal de Parauapebas serão contemplados com o Programa Novo Mais Educação, que começou na última segunda-feira, 24, no município, pelas escolas municipais de ensino fundamental Chico Mendes e Jozias Leão.

Com duração de oito meses, o programa objetiva melhorar o desempenho educacional dos estudantes ao oferecer atividades nas áreas de acompanhamento pedagógico (Língua Portuguesa e Matemática) e desenvolver atividades nos campos da arte, cultura, esporte e lazer.

Em novo formato, o “Novo Mais Educação” aumentará o tempo de permanência dos alunos do 6º ao 9º ano nas escolas. São alunos que, conforme avaliação dos professores, precisam “daquela forcinha” para melhorar o processo de aprendizado. Com isso, a carga horária será complementada em 5 ou 15 horas semanais no turno e contra turno escolar.

Instituído pelo Ministério da Educação (MEC), para melhorar os indicadores educacionais, o retorno do programa é mais uma conquista da Secretaria Municipal de Educação (Semed) para o ano letivo. Para o secretário municipal de Educação, Raimundo Neto, a parceria com o governo federal possibilita a ampliação do atendimento às crianças, o que está dentro da política de educação integral.

“O programa traz uma grande contribuição para a educação municipal no que se refere à questão do desenvolvimento integral dos alunos. As atividades pedagógicas complementadas com atividades lúdicas contribuem para que a escola se torne um espaço mais atrativo, já que eles vão permanecer por muito tempo naquele ambiente. Apostamos neste programa”, diz Raimundo Neto.

A coordenadora do Novo Mais Educação, Célia Brandão, conta que o maior desafio é romper as dificuldades de aprendizagem. “O programa permite tirar as crianças e adolescentes da ociosidade e ocupar seu tempo de forma positiva. Esperamos colher os frutos deste trabalho através de bons resultados apresentados nos próximos Índices de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)”.

 

Reação nas escolas

Cada escola está desenvolvendo projetos atrativos e lúdicos para as oficinas de acompanhamento pedagógico. Na Escola Chico Mendes, as atividades do programa foram iniciadas com aulas de matemática, violão, flauta e xadrez.

Para Carlos Eduardo Pereira Costa, 10 anos, aluno do 9º ano, a aula de xadrez associada à disciplina de matemática foi muito proveitosa. “Esse é um jogo que exige pensamento rápido. No começo foi difícil, mas depois da primeira partida eu melhorei”, afirma ele.

Já na Jozias Leão a atividade desenvolvida foi teatro, aula que permite que brincadeira e aprendizado caminhem juntos. Paloma Silva, de 12 anos, está inserida na atividade e garante estar mais desinibida. “O teatro me ajuda a ser mais concentrada e menos tímida. Com o teatro, eu consigo conversar melhor com meus amigos, família e até mesmo tirar dúvidas na escola sem me envergonhar”.

Segundo o professor de teatro e dança, Patrick Zarack, a mudança de comportamento dos alunos é notável. “O teatro permite desenvolver e aguçar a sensibilidade, criatividade, expressão corporal e desinibição. As crianças estão muito felizes e empolgadas com a atividade”, assegura.

Na Escola Antônio Matos Filho, as atividade desenvolvidas, além do acompanhamento pedagógico, são capoeira, dança e karatê. Lá, os pais dos alunos já tiveram uma pequena amostra das atividades extraclasse, por meio de apresentações realizadas durante a primeira reunião de pais dos alunos participantes do programa.

Reportagem: Rebeca Rosa e Messania Cardoso

Publicidade
Publicidade

Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing LTDA-ME
CNPJ: 05.200.883.0001-05 Parauapebas-Pará-Brasil
(94) 99121-9293 | (94) 981342558

Todos os direitos reservados © 2017 Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing Ltda-ME
Desenvolvimento Web: Agência Maktub

To Top
error: Reprodução proibida!