Publicidade

Mais três pessoas assassinadas em Parauapebas

Mais um final de semana sangrento em Parauapebas, com três pessoas assassinadas. Desta vez, as vítimas são Wender Vieira Estevão (33 anos), Charles Costa Brauna (23 anos) e um morador de rua até então não identificado.

A reportagem apurou junto à polícia e testemunhas que o morador de rua foi executado a facadas no último domingo (9) por Gidevaldo Martins Pinheiro, que também mora na rua e foi preso em flagrante delito. O crime ocorreu na área conhecida por “Pé Inchado”, onde alcoólatras e viciados em droga se reúnem, fazem alimentos e dormem.
Em declarações prestadas aos policiais militares que o prenderam, Gidevaldo Pinheiro confessou que matou a vítima simplesmente porque estava com muita raiva, já que teria sido agredido diversas vezes pelo colega de rua.


Segunda vítima
Já Wender Estevão foi assassinado na madrugada de domingo (9) com disparos de arma de fogo no Bairro Palmares II por um desconhecido para quem a vítima acabara de dar uma carona em automóvel. O homicídio está envolto em mistério.
Segundo revelou um amigo da vítima, que pediu para não ser identificado, ele voltava de uma festa na praça do bairro numa motocicleta com a esposa e Wender Estevão num automóvel com a esposa também.
No percurso da praça para casa, a testemunha disse que foi abordada por um homem desconhecido, pedindo para ser levado a uma vaquejada por R$ 5,00, mas ele respondeu que não podia.
Em seguida, o suspeito parou o carro da vítima e esta aceitou levar o desconhecido no banco de trás do veículo para o local solicitado. Ainda segundo a testemunha, poucos minutos depois ela ouviu os tiros e correu para o local, onde se deparou com o amigo agonizando e a esposa em desespero.

Terceira vítima
A terceira vítima do final de semana, Charles Brauna, foi executada com golpes de faca na madrugada de sábado (8) no Bairro Vila Rica, após uma discussão numa casa noturna.
Conforme informou a polícia, minutos antes de ser assassinada a vítima teria discutido com uma pessoa e deixado o local numa moto com a esposa. Na residência, onde deixou a esposa e o veículo, Charles Brauna se armou com um revólver e retornou para a casa noturna, mas, a cerca de 50 metros da casa, após virar a esquina, foi surpreendido e executado com dois golpes de arma branca por dois homens desconhecidos, que ainda furtaram o revólver da vítima.

Reportagem: Vela Preta / Waldyr Silva – Da redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu