Publicidade
Marabá

Marabá pode ser sede de megaencontro de engenheiros em 2018

A Associação Paraense de Engenheiros de Minas (Assopem) não para. Na tarde de ontem, quinta-feira (10), o presidente da entidade, Artur Alves, marcou presença na 74ª Semana Oficial de Engenharia e Agronomia (Soea) e representou a diretoria da Assopem durante a reunião nacional da Federação das Associações de Engenheiros de Minas do Brasil (Faemi), liderada por seu titular Regis Wellausen. O encontro ocorreu no Hangar do Centro de Convenções da Amazônia, na capital paraense, e deixou o Pará inteiro na expectativa: o 14º Encontro Nacional dos Engenheiros de Minas (EngMInas) poderá ter Marabá como sede no ano que vem.

Se a proposta discutida entre Alves e a Faemi tornar-se realidade, Marabá e o Pará terão muito a ganhar haja vista a proximidade de profissionais de diversos contados do país com uma das mais importantes províncias minerais do mundo, que é o complexo minerador de Carajás. “O lançamento da Assopem junto com o 14º EngMinas será um divisor de águas para alunos, profissionais e empresas do Pará”, destacou.
Além disso, o evento deve impactar a economia marabaense, já que o município — principal do sudeste paraense ― vai faturar com dezenas de profissionais vindos de diversas partes movimentando hotéis, com hospedagens, e restaurantes, com alimentação, em três dias de evento. Devem participar cerca de 500 pessoas.

UNIÃO DE FORÇAS

Durante os trabalhos da 74ª Soea, o engenheiro de minas Artur Alves frisou que a Assopem acredita no crescimento quantitativo e qualitativo dos engenheiros de minas, bem como no desenvolvimento sustentável dos munícipios a partir da presença da indústria extrativa em seu território.
“A Assopem chega para somar esforços com a Federação e interagir com a sociedade do Pará, cuja economia depende, sobremaneira, da mineração”, destacou o presidente da entidade paraense.
O presidente da entidade expôs os motivos que levaram a associação a ser criada, relatou os desafios e onde a Assopem pretende chegar. “Existem mais de 500 engenheiros de minas trabalhando em solo paraense, além de 180 formados no Pará. Temos de criar mecanismos para unir e enquadrar no mercado de trabalho local os paraenses que estão desempregados”, ressalta.

TABELA DE HONORÁRIOS

A nova tabela de honorários será apreciada pela Assopem antes de ser lançada na Exposição Internacional de Mineração (Exposibram) que ocorre entre os dias 18 e 21 de setembro em Belo Horizonte (MG). A Assopem marcará presença e, desde já, é anunciada como Apoio Institucional.
Os conselheiros Adriano Paiva e Luiz Fabrício, por atuarem como consultores, foram destacados para validação da tabela. “Essa tabela será protocolada no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Pará. Desta forma, teremos base e respaldo para a cobrança dos trabalhos. Queremos valores compatíveis com as responsabilidades que nos são imputadas”, esclarece Paiva.

FANPAGE DA FAEMI

Durante a reunião, ocorreu o lançamento da página da Faemi no Facebook, que conta com a colaboração da Assopem, por meio de seu tesoureiro André Santos, que também é jornalista e autor do estudo inédito sobre a classe, intitulado “Diagnóstico da Profissão do Engenheiro de Minas no Pará”, publicado em 10 de julho.

Fonte: Associação Paraense de Engenheiros de Minas (Assopem)

Publicidade

Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing LTDA-ME
CNPJ: 05.200.883.0001-05 Parauapebas-Pará-Brasil
(94) 99121-9293 | (94) 981342558

Todos os direitos reservados © 2017 Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing Ltda-ME
Desenvolvimento Web: Agência Maktub

To Top
error: Reprodução proibida!