Publicidade

Marcha para Jesus reúne ótimo público e ‘salva’ Semana da Cultura Evangélica

Se nas três primeiras noites da I Semana da Cultura Evangélica de Parauapebas o público foi minúsculo, não alcançando nem mil pessoas, a edição 2018 da Marcha para Jesus, que é organizada pelo Conselho de Ministros Evangélicos de Parauapebas (COMEP) e foi realizada no último sábado (13), bateu recorde de participantes e de certa forma acabou ‘salvando’ o evento que foi realizado nas dependências do Centro de Convenções da Igreja Assembléia de Deus Missão, no Bairro Vila Rica.

A I Semana da Cultura Evangélica de Parauapebas foi realizada pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult), com o apoio de várias igrejas evangélicas. O evento que aconteceu entre os dias  9 e 13 de outubro, contou com shows de artistas nacionais e locais, porém, a participação popular foi minúscula, o que deixou claro que alguns quesitos deixaram a desejar, como por exemplo, o local, que foi afastado do centro da cidade e também a falta de divulgação em massa das programações.


 

Sobre a Semana da Cultura Evangélica de Parauapebas

Para incentivar e divulgar a prática cristã na sociedade e a contribuição da igreja para o progresso pessoal, familiar e comunitário, o vereador José Marcelo Alves Filgueira (PSC) apresentou o Projeto de Lei nº 32/2017, em que institui a Semana da Cultura Evangélica no município.

Segundo dados apresentados na justificativa ao projeto de lei, em Parauapebas os evangélicos chegam a 30% da população. Para o autor da proposição, a Semana da Cultura Evangélica não será apenas mais uma data comemorativa, mas uma manifestação pública de fé, além do reconhecimento e a valorização de um povo pacífico que leva o bom testemunho de Cristo.

O projeto de lei prevê que ficará a cargo dos pastores das igrejas que aderirem à Semana da Cultura Evangélica formar uma comissão especial para elaboração da programação. A Semana da Cultura Evangélica destina-se ao congraçamento das igrejas evangélicas, independentemente da ordem dominical, desde que estejam devidamente legalizadas e em atividade.

Durante a semana serão realizadas atividades de integração entre as instituições religiosas interessadas, bem como destas com a comunidade em geral, com a finalidade de potencializar os eventos realizados pela comunidade evangélica, tais como peças teatrais, exposição, simpósios, palestras, seminários e cruzadas evangélicas.

 

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu