O mês em que se comemora o Dia da Consciência Negra foi a inspiração para mais uma mostra fotográfica do fotógrafo Biano Lima em Parauapebas. Trata-se da 2ª edição da exposição denominada “Elas – Faces de todas as faces”.
No último domingo (20) os munícipes tiveram a oportunidade de acompanhar as belas fotos através da exposição que foi instalada nas dependências da Praça Mahatma Gandhi, no Bairro Cidade Nova, já neste próximo final de semana, será a vez do Partage Shopping receber o trabalho que vem sendo elogiado por milhares de pessoas.

De acordo com Biano Lima, “a exposição tem como objetivo resgatar a essência quanto afrodescendentes e a valorização das mulheres negras na sociedade, além da reflexão constante da luta contra racismo. Mostrando a beleza da mulher negra em imagens que retratam as suas raízes, a cultura e a sua negritude. Pele negra é mais que um tom de cor, e não são as cores que definem a mulher brasileira, sim, sua força, coragem e amor. Através da arte da fotografia fazemos nossa homenagem para as mulheres negras do Brasil”.

Biano Lima é um experiente fotógrafo que reside em Parauapebas e tem em seu curriculum ótimos trabalhos e muitas exposições que contemplaram os munícipes em diversos espaços, como por exemplo, Partage Shopping e Praça Mahatma Gandhi.

“Quando recebemos o convite para realizar esse trabalho não pensamos duas vezes, sabemos das dificuldades em realizar um trabalho como este, sem recursos e apoio da cultura. E mais uma vez um assunto que nem era para estarmos falando ou apresentando pois “SOMOS TODOS IGUAIS”, relatou Biano Lima, que aproveitou a oportunidade par agradecer a Deus por lhe conceder sempre sabedoria e todas as meninas que se deslocaram ao estúdio e fizeram fotos lindas, além de colaboradores e amigos o ajudaram no projeto.

A exposição que teve como fotógrafo Biano Lima, contou com as maquiagens de Carol Silva e Karina Lima e com a participação das modelos Nilvia Maria, Mayara Marciel, Vanessa Ayres, Arleny Oliveira, Leidy Assís, Caroline, Elizabeth Santos, Raquel Sá, Valdeane Santos e Elisangela Silva.

Consciência negra

O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado, no Brasil, em 20 de novembro. Foi criado em 2003 como efeméride incluída no calendário escolar — até ser oficialmente instituído em âmbito nacional mediante a lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011, sendo considerado feriado em cerca de mil cidades em todo o país e nos estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro através de decretos estaduais. Em estados que não aderiram à lei a responsabilidade é de cada câmara de vereadores, que decide se haverá o feriado no município.
A ocasião é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A data foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.