Publicidade

Mesmo com ponte interditada, motociclistas e pedestres arriscam suas vidas em Parauapebas

Em decorrência dos serviços de recuperação da ponte de madeira sobre o Rio Parauapebas que dá acesso à zona rural, nas proximidades de um clube de lazer da cidade, a Secretaria Municipal de Obras (Semob) colocou obstáculos nas duas cabeceiras da ponte, mas pilotos de motocicletas e pedestres estão se arriscando e desrespeitando os obstáculo e sinalização, e passando na ponte.

A Semob alerta à população quanto ao risco de morte que as pessoas correm ao passar na ponte, que se encontra interditada e passa por processo de restauração.


De acordo com o secretário municipal de Obras, Raimundo Queiroga, a ponte foi interditada nas duas cabeceiras com cascalho para impedir o tráfego de veículos, mas parte do aterro foi retirada para dar passagem a motoqueiros e pedestres. Uma grade foi também colocada nos dois lados da ponte, e foi retirada também.

Além do aterro, a Secretaria Municipal de Obras afixou placas proibindo a passagem de veículos na ponte e orientando motoristas a usarem o desvio pela vila Palmares Sul, até que a reforma na ponte seja concluída.

Reportagem: Waldyr Silva – Foto: Irisvelton Silva

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu