Publicidade

Monitora é demitida após expulsar menino de 11 anos de ônibus escolar em Tucuruí

Foto: Reprodução | O Liberal

Após o vídeo que mostrava a conduta inadequada de uma monitora de transporte público escolar em Tucuruí, onde a mulher expulsava um menino de onze anos do ônibus, viralizar, a empresa que presta o serviço ao município decidiu desligar a funcionária de suas funções. Nas imagens, feitas pelas outras crianças que estavam no interior do coletivo, é possível ver a mulher abrindo a porta do ônibus e mandando que um garoto descesse, no meio de uma rodovia, a cerca de 20 km da casa do estudante.

O caso, que teria acontecido nesta quarta-feira (21), revoltou muitos pais e moradores do município, pois ganhou grande repercussão nas redes sociais. No vídeo, o menino aparece correndo atrás do ônibus, mas acaba ficando para trás.


De acordo com informações da Prefeitura de Tucuruí, a monitora era contratada por uma empresa terceirizada que presta serviços à Secretaria de Educação. Segundo a administração pública, a Prefeitura de Tucuruí realizou a licitação, do tipo pregão presencial, eme abril de 2018, sendo vencedora a Empresa LOCAN – Locação de Máquinas e Veículos LTDA, que assinou o contrato em 10 de maio de 2018, dando início as suas atividades em Tucuruí. A prefeitura esclareceu que, de acordo com o edital, o monitoramento das crianças durante as viagens é de responsabilidade da empresa contratada, que também arca com despesas com contratação de condutores, manutenção, lavagem semanal e combustível dos ônibus, entre outras atribuições.

A Prefeitura de Tucuruí destacou que, ao tomar conhecimento do episódio, o prefeito Artur Brito, que se encontra cumprindo agenda de trabalho, em Brasília, imediatamente determinou a Secretaria de Educação e a Procuradoria Jurídica do Município que tomasse medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos. Em nota, a LOCAN lamenta o caso e afirma que a atitude tomada pela funcionária “não condiz de forma alguma com a politica de nossa empresa, que sempre prezou pelo bem-estar da população e dos alunos que utilizam nossos veículos”. Ainda segundo o comunicado, a empresa já tomou as devidas providências quanto aos funcionários, demitindo a envolvida no incidente. “Frisamos o pedido de desculpas a toda a população, situações como essa não podem voltar a se repetir jamais”, conclui a nota.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu