Publicidade

Moradores do WTorre reclamam de suposto abuso nas cobranças de energia elétrica

Moradores do Bairro WTorre (Apoena) reclamam de valores abusivos e inexplicáveis impressos nas contas de energia elétrica. Um dos reclamantes é Nivaldo Valente de Moraes, denunciando que a Celpa não faz leitura nos relógios naquele bairro e vem cobrando a média, enganando os consumidores.

Ainda de acordo com Nivaldo, quando menos se espera a concessionária fatura todo o acumulado. “Minha conta subiu 600%”, reclama Nivaldo, quantificando que a fatura saltou de R$ 150 para R$ 988.


Segundo o consumidor, reclamar não resolveu, pois ele e outros moradores daquele bairro já foram à Celpa reclamar e a cobrança continua acontecendo. Como agravante, Nivaldo Moraes diz que foi colocado um segundo parcelamento, ou seja, está pagando conta com 2 parcelamentos por incompetência da empresa.

Nivaldo acrescenta que uma cobrança remanescente apareceu em sua conta e a explicação que recebeu da Celpa é que o leiturista não havia anotado o consumo por completo e por isso seria incluso nas próximas contas parceladas a título de ajuste de consumo. “Não temos culpa dos leituristas não fazer o trabalho como se deve. Agora a gente fica em uma situação difícil, pagando contas para as quais não planejamos”, reclama Nivaldo Moraes.

Mas ele não é o único a reclamar da política de cobrança praticada pela concessionária de energia elétrica. São tantas as reclamações que a empresa realiza constantes campanhas de negociações para facilitar o acesso dos clientes que, além de parcelamento, buscam orientação para entender o motivo das altas de taxas que chegam nos boletos, também chamados de conta de luz.

 

Outro lado – A equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Celpa, pedindo esclarecimentos a respeito do caso. A concessionária de energia elétrica, prontamente, enviou nota esclarecendo todos os pontos citados pelo cliente.

Nota na íntegra “A Celpa esclarece que atende a todos os requisitos previstos na resolução 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Portanto, todos os processos são regulados e feitos sob o que estabelece a legislação. O ajuste de faturamento é referente à quantidade de vezes que a unidade foi faturada por estimativa ou pelo custo de disponibilidade devido algum tipo de impedimento técnico.

De acordo com o que determina o Artigo 113 da resolução 414/2010 da Aneel, a concessionária deve parcelar o pagamento em número de parcelas igual ao dobro do período apurado ou, por solicitação do consumidor, em número menor de parcelas, incluindo-as nas faturas de energia elétrica subsequentes.

Vale destacar que a Celpa trabalha de forma transparente, respeitando o direito do consumidor e, acima de tudo, primando pelos valores éticos e dedicação ao cliente e, quando identifica qualquer situação de erro em algum procedimento de sua responsabilidade, não tem nenhum constrangimento em reconhecer e corrigi-lo.

Por fim, no caso de dúvidas em relação ao valor da conta de energia, o cliente deve buscar informações por meio dos canais de atendimento 0800 091 01 96, na internet no site www.celpa.com.br, pelo aplicativo da Celpa, que pode ser baixado gratuitamente em smartphones e tablets, além das agências de atendimento presencial”.

Reportagem: Francesco Costa | Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu