Publicidade

Mulher é suspeita de matar marido e ocultar corpo em poço

A Polícia Civil continua investigando o assassinato de Francisco dos Santos, 50 anos. A vítima foi executada com golpes de faca na noite de quinta para sexta-feira no Bairro Tropical, em Parauapebas, e teve o corpo escondido numa cisterna da residência e encontrado na tarde de domingo (16).

Os primeiros levantamentos da Polícia Civil chegam à própria esposa da vítima, Valdivina Frazão Barbosa, como principal suspeita de ter cometido o homicídio, ocultado o cadáver, envolto em plástico, e jogado num poço.


Segundo o delegado Thiago Carneiro, os investigadores já levantaram alguns nomes de pessoas que possam estar envolvidas na morte de Francisco dos Santos, com fortes indícios da esposa da vítima.
“Mesmo que a mulher não tenha executado o companheiro, ela pode ter participação direta ou indiretamente no caso. Por isso, estamos representando pela prisão preventiva da suspeita, que se encontra foragida”, explica o delegado.

Vizinhos da vítima informaram à polícia que houve uma festa na residência do casal naquela noite e a partir daí Francisco não apareceu mais. Pela manhã de sexta-feira (14), Valdivina foi vista pegando alguns objetos e deixando a casa e não voltou mais.

Após ser morta, a vítima foi encapuzada por um saco plástico, colocada dentro de uma sapateira e arremessada dentro do poço.
Na avaliação do delegado Thiago Carneiro, foi um crime bárbaro, “se analisarmos o modo de agir, com a intenção de ocultar o cadáver, que ficou desparecido durante três dias”.

Reportagem: Vela Preta / Waldyr Silva – Da redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu