Publicidade

Músicos de Parauapebas apresentam concerto

Com aulas de violão erudito e popular, canto, instrumentos de sopro, bateria, violino, teclado, piano e aulas de teoria, a Escola Municipal de Música Mastro Waldemar Henrique tem em torno de 300 alunos matriculados regularmente e fez na última sexta-feira, 27, a apresentação que simboliza o encerramento do semestre no Centro de Desenvolvimento Cultural (CDC) com a plateia lotada.

De acordo com o diretor da escola, Mário Alves Carneiro, todo início de ano é feita uma seleção para possibilitar que alunos ingressem nas aulas musicais. “Infelizmente ainda não podemos acolher todos. Só no último ano, por exemplo, foram 500 inscrições para as 160 vagas disponíveis”, contou Mário.
A turma de música já é bem conhecida na cidade, participam ocasionalmente de inaugurações e comemorações, teve também seu lugar cativo no projeto Cultura em Movimento durante as festividades de aniversário de Parauapebas, em maio desde ano.
“Temos a intensão de nos organizarmos para que nossos alunos venham tocar regularmente na Palhinha Cultural, um dos nossos objetivos é promover a interação social entre eles e os amantes da cultura. Dentro da medida do possível a gente está conversando com o poder público para ofertar cada vez mais vagas”, revelou o diretor.

Saraiva publicidade

A aluna Estefani Souza aprendeu a tocar violão ainda criança e não parou mais. “Tocar é como uma terapia, mas confesso que fico um pouco nervosa, principalmente quando tem na plateia muita gente que eu não conheço. Mas quando toco os primeiros acordes o nervosismo passa”, disse.
“Todas as sextas-feiras tem a edição da Sexta Cultural com um mix de atrações. As pessoas que desempenham qualquer arte podem contar com nosso apoio”, ressaltou o secretário municipal de Cultura, Fernando Veras.

Reportagem e foto: Stéfane Ribeiro – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu