Publicidade

Necropsias e laudos já são realizados no IML de Parauapebas

Localizado na Rodovia Faruk Salmen, nas dependências do cemitério municipal, o Instituto Médico Legal (IML) funciona há mais de um mês em Parauapebas.

Os exames de necropsia e laudos necessários para a liberação dos corpos eram feitos no município de Marabá, que por sua vez tinha uma fila de espera muito grande por ser responsável por todos os municípios do sul e sudeste paraense e nem sempre era possível liberar no mesmo dia.

Saraiva publicidade

O prédio do IML foi construído ainda na gestão municipal anterior, mas não tinha sido implantado os recursos básicos para o funcionamento, obra que foi concretizada já no governo de Valmir Mariano (PSD). A obra não teve cerimônia de inauguração e ainda são poucas as pessoas que sabem que Parauapebas já conta com o próprio IML totalmente equipado e com três médicos.
O Instituto Médico é responsável pela demanda de Curionópolis, Eldorado do Carajás e Canaã dos Carajás.

O encarregado geral os sepultamentos, Juvenal Lima lembra que antes os corpos eram velados já em estado de decomposição e os parentes não podiam sequer abrir o caixão. “Além da dor da perda, os familiares tinham muitos transtornos para fazer o funeral”, comenta ele ao dizer que o trabalho melhorou consideravelmente e se tornou muito mais ágil.
O encarregado comenta também que pelo local passam muitos casos e há dias que chegam cinco corpos, alguns passam bastante tempo na geladeira esperando o reconhecido de algum parente ou conhecido para ser liberado para o enterro.

Reportagem e foto: Natália Rosa – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

 

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu