Publicidade

Nível do Tocantins recua mas GMM mantém mobilização para intervenção em caso de enchente

Mesmo com o recuo das águas do Tocantins ocorrido nos últimos dias, a Guarda Municipal de Marabá (GMM), comandada pelo coronel Márcio Fernando, se mantém em Estado de Alerta para atender às solicitações da Defesa Civil. A GMM é uma das forças de segurança do município que, nesta época em que há real perigo de enchentes, integra a força-tarefa que atua em eventos de calamidade.

“Atuamos como Força de Pronto Emprego, com apoio às vítimas que vão de retirada dos locais de riscos à preservação de patrimônio”, disse o coronel Fernando, lembrando que nessa época existe também risco de saques ao patrimônio dos desabrigados e por conta disso, a Guarda Municipal, junto com a Policia Militar, atua protegendo os abrigos e as residências atingidas pelas águas.


Lembrando ainda que, os próximos passos da Defesa Civil, quanto ao Plano de Contingência, após o Estado de Atenção, vivido no momento, vem o Estado de Emergência e só por fim, se for necessário chega-se ao Estado de Calamidade Pública.

Outro registro é quanto a participação do Governo Federal com ajuda financeira, que em outros tempos aconteciam apenas com a última fase do Plano de Contingência, que é o Estado de Calamidade Pública. “Agora, já com o Estado de Emergência a ajuda de custo do Governo Federal já pode ser utilizada pelas coordenações de Defesa Civil, do estado e município”, informa Fernando.

Nível das águas do Tocantins recua, mas Defesa Civil mantém Estado de Alerta – Como em todos os anos, nesta época, população e autoridades vivem a expectativa quanto às possíveis grandes cheias dos rios Tocantins e Itacaiúnas, que tradicionalmente desabrigam moradores das áreas mais baixas de Marabá.

A desaceleração no aumento do nível das águas nos últimos dois dias – depois de uma semana de seguidas elevações quando registro-se 8,62 metros acima do normal – não fez a Coordenação da Defesa Civil de Marabá, interromper as ações do chamado Plano de Contingência.

Márcio Costa, coordenador da Defesa Civil, informou que dentro do Plano de Contingência, este é o momento do Estado de Atenção e com isso já deu inicio junto com a Secretaria de Obras, a construção dos primeiros abrigos.

“Importante dizer que o nível do rio Tocantins atingiu o dobro do que foi registrado ano passado, nesta mesma época, apesar dessa diminuição registrada”, disse Costa, que está usando os mesmos locais onde foram feitos os abrigos no ano passado, na área do Ginásio Renato Veloso, na Folha 16 e na antiga feira da Marabá Pioneira.

Segundo ainda Márcio Costa, a única mudança realizada até agora de atingidos pela cheia é de um morador da “Vila do Rato”. “Na realidade a casa desse rapaz fica praticamente dentro do Rio Itacaiúnas”.

Fonte: Ascom/PMM

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu