Publicidade

OAB pede suspensão do concurso para procurador em Canaã

As ilegalidades são várias, impressiona que a FADESP, uma instituição que já deveria saber algo de concurso público, mas contando com a paralisia do Ministério Público, o prefeito de Canaã dos Carajás, Jeová Andrade, lançou um edital de concurso público que conta com várias aberrações.

PARA CARREIRAS JURÍDICAS, PARTICIPAÇÃO DA OAB É OBRIGATÓRIA
Quando o concurso público for para cargos das carreiras jurídicas, seja de juiz, promotor, advocacia pública em geral, a participação da OAB é obrigatória, causa espécie a FADESP não saber disso e soltar edital sem chamar a OAB para acompanhar o certame.


CONTEÚDO DA VALE
Ainda, uma das matérias do conteúdo programático, conhecimentos gerais sobre Canaã dos Carajás, remete o material produzido pela empresa VALE. Nem a VALE considera esse conteúdo na hora de contratar seus profissionais.

Com certeza, o exigido pela FADESP não se encaixa com nada, ainda mais se esse nada, no entendimento da FADESP, for o interesse público.

OAB
A OAB agiu corretamente ao impetrar o mandado de segurança, visando a suspensão do concurso para procurador, pois não tem “eira nem beira” esse Edital para procurador em Canaã, que a justiça acate o pedido de liminar.

Reportagem: Sol do Carajás

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu