Publicidade

Obras de duplicação da PA-160 em Parauapebas estão aceleradas

Palco de vários acidentes com vítimas fatais, o perímetro urbano da rodovia PA-160 que corta o município de Parauapebas está com obras de duplicação em ritmo acelerado e já começa a mudar da “água para o vinho”, tendo em vista que a tendência é que os índices de acidentes diminuam em mais de 80% após a inauguração da obra.

A duplicação custará aos cofres públicos do município o valor de R$ 30.817.663,48, tem prazo de 12 meses para ser construída. As obras foram iniciada no dia 15 de abril deste ano sob a responsabilidade da HR Construtora Imobiliária.


A primeira etapa da duplicação compreenderá o trecho do entroncamento da Estrada Faruk Salmen até a entrada do Loteamento Amazônia, com aproximadamente 10 quilômetros de extensão; e é celebrada por meio do contrato 2014/0156.

Partindo da Faruk Salmen, a duplicação da PA 160 contemplará a comunidade dos bairros Vila Rica, Tropical, Ipiranga, Populares I e II, Alto Bonito, Dos Minérios, Cidade Jardim, Parque dos Carajás, Novo Brasil, Linha Verde e Amazônia.

Segundo o projeto, a obra constará de ciclovia em praticamente toda a extensão da duplicação, iluminação com energia gerada por placas solares, áreas de desaceleração, canteiros de divisão das três pistas, passarelas, rotatórias e outras benfeitorias.

Em declarações prestadas à reportagem do Portal Pebinha de Açúcar, o empresário Amarildo Flores, que tem uma loja nas proximidades da PA-160, afirmou que as obras estão sendo muito bem vindas por toda a população. “Quem trabalha ou sempre passa por essa PA sabe que várias vezes por mês muitas pessoas sofrem acidentes na via e muitas delas perdem a vida, agora com a duplicação todos nós seremos beneficiados, não apenas os comerciantes, mas a população de modo geral”, destacou.

Reportagem e fotos: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu