Publicidade

Operação ‘Fechando o Cerco’ realiza dezenas de procedimentos e fecha bares em Parauapebas

“O alvo é sempre o elemento de atitude suspeita. E o objetivo é beneficiar o cidadão de bem, ao ter a sensação de segurança”, explica o comandante do 23º BPM, tenente-coronel Wilson Moura, falando da “Operação Fechando o Cerco”, realizada na sexta-feira (16), sábado (17) e domingo (18) em Parauapebas.

Wilson Moura fez questão de comandar a operação na primeira noite, no período das 21 horas de sexta-feira às 3 horas de sábado, tendo como resultado a abordagem de cinco indivíduos no Bairro Vila Nova, sendo encontrada com eles uma quantidade de maconha. Na mesma noite foram realizados 14 autos de infração de trânsito e notificações em bares lavradas pelo Corpo de Bombeiros Militar.


A segunda noite de operação ocorreu sob o comando do capitão Faustino, no mesmo horário, sendo registradas as seguintes ocorrências: um flagrante de roubo com duas pessoas presas em posse de celular da vítima; apreensão de uma motocicleta com registro de roubo, estando o condutor da mesma portando arma branca; dois elementos flagrados pelo crime de alcoolemia; duas motocicletas removidas pelo DMTT por documentação atrasada; dois carros removidos por documentação atrasada; 26 notificações de trânsito; 17 bares fiscalizados, sendo 10 fechados sem documentação necessária.

 

No domingo, a operação foi comanda pelo capitão Éder, iniciada às 18 horas e encerrada às 23h30, com as seguintes ocorrências: um flagrante de porte ilegal de arma de fogo (espingarda calibre 28); três prisões em flagrante por furto; um flagrante de alcoolemia; duas motocicletas apresentadas na Delegacia de Polícia Civil sem documentação; sete bares fechados, sem alvará de funcionamento, e duas notificações lavradas pelo Corpo de Bombeiros Militar, por ausência de quesitos de segurança.

De acordo com Wilson Moura, a operação teve êxito graças à participação de todos os envolvidos na segurança pública (DMTT, Guarda Municipal, Detran, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar).

“O plano é continuar trabalhando para promover segurança pública, sempre com operações surpresas para flagrar os que insistem em viver à margem da lei”, concluiu o ten-cel. Wilson Moura, dizendo ser importante contar com a participação da população, denunciando as irregularidades notadas.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu