Banner Educar


Palmares Sul recebe mutirão de combate a leishmaniose

Palmares Sul recebe mutirão de combate a leishmaniose
Fotos: Douglas Camargo

Na última quarta-feira (20), o mutirão de combate à leishmaniose aconteceu no Bairro Palmares Sul, em Parauapebas, onde as equipes de diversas secretarias municipais levaram orientações e serviços para evitar a proliferação da doença. “Formamos esse mutirão que é uma ação de governo, envolve várias secretarias o que faz dele uma ação passará por todos os bairros de Parauapebas”, afirmou José das Dores Couto (Coutinho), secretário municipal de Saúde, detalhando que esse mutirão está acontecendo visando que a gente consiga fazer com essa ameaça eminente da leishmaniose o mesmo que conseguimos fazer com a dengue e a chikugunya, zerar os casos em nosso município.

As medidas a serem tomadas bem com a estratégia adotada no combate ao mosquito transmissor da doença, teve início na segunda-feira (18), com um mutirão no Bairro Palmares II – ação que, em seguida, percorrerá por todos bairros de Parauapebas e contará com visitas domiciliares dos Agentes Comunitários de Endemias – ACE e Agentes Comunitários de Saúde – ACS; orientação a população, avaliação de animais pelo veterinário, além dos Agentes de Urbanismo no recolhimento de todo e qualquer entulho nos quintais dos domicílios, roçagem de terrenos baldios e bairros; e podas das árvores. “A SEMURB está entrando com tudo. Na realidade o que compete com a pasta da Semurb a gente tá colocando a disposição desta campanha de combate à leishmaniose”, conta o secretário municipal de Serviços Urbanos, Edmar Lima Cruz.

A população atendeu ao apelo do governo e está contribuindo com a limpeza dos quintais e retirando para ser recolhido pela equipe da SEMURB. “Contribuí sim, colocando as galhadas e o lixo para fora, como intuito de ajudar na limpeza. Esta é uma ótima campanha que o governo está fazendo em favor de nossa saúde”, afirmou o morador Valdeci Ferreira.

As equipes de agentes de combates a endemias em conjunto com os agentes comunitários de saúde, estão visitando as residências em algumas sendo recebidos pelo morador, mas há algumas fechadas e por mais que insista não aparece alguém para atendê-los. “Muitos moradores tem receio de abrir a porta, devido ao alto índice de violência; mas, muitos casos as pessoas não estão em casa, aí marcamos momento adequado para retornar”, detalha José Sousa, Agente Comunitário de Endemias.

Porém, os moradores têm aprovado o trabalho da equipe que, de casa, leva orientação através de breves palestras e da entrega de panfletos esclarecedores sobre o assunto. “É um trabalho muito importante, para o bem da comunidade; e de grande necessidade principalmente aqui em nossa comunidade onde tem muitos animais soltos”, elogia Tiago Brito, morador do Bairro Palmares Sul.

 

Além do trabalho de limpeza estão sendo feitos testes em cães para detectar a doença e, em caso extremo, de acordo com o parecer do médico veterinário, o animal pode ser submetido ao procedimento necessário. “A gente está sensibilizando a população convidando para que traga seu animal para ser avaliado pelo médico veterinário para assim evitar que, através do mosquito que pica o animal contaminado, ele seja contaminado”, explicou Michely Ferreira, diretora da Vigilância em Saúde.

O plano de execução da campanha nos demais bairros será divulgado, para que a população possa participar pondo para a parte externa entulhos, resíduos e demais materiais a ser recolhido, bem como para receber os agentes que levarão orientação a respeito do assunto. “A equipe foi toda preparada para este grande evento, desde o conscientizar quanto aos riscos e ainda da importância de manter limpo os espaços de sua casa e quintal”, garante Carlos Damasceno, coordenador de vigilância ambiental, dando como objetivo alcançar o objetivo.

Reportagem: Francesco Costa | Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Fechar Menu
error: Reprodução proibida!