Publicidade

Parauapebas: 70 adolescentes são detidos em festa na “Residência”

Segundo o promotor Eduardo José Falesi do Nascimento, a operação “foi extremamente positiva e com grande repercussão na sociedade local, na medida em que se pretende com essa e outras atuações o fortalecimento das ações da rede de proteção aos direitos das crianças e adolescentes”.

Na noite do último sábado 4 de outubro, véspera das eleições, foi deflagrada uma operação coordenada pela Promotoria da Infância e Juventude em Parauapebas, sudeste paraense, com vistas a coibir a presença de crianças e adolescentes em festas promovidas em casas de eventos onde são distribuídas e consumidas bebidas alcoólicas e substâncias entorpecentes.

Saraiva publicidade

A partir de informações coletadas pela Promotoria, houve um mapeamento prévio dos estabelecimentos que promoviam naquele dia as festas, todas, por sinal, com as mesmas características, contendo carros automotivos com sonorização excessiva, fornecimento gratuito de bebidas alcoólicas de todas as espécies, além de consumo de substâncias entorpecentes.

FLAGRANTES
A equipe da Promotoria acompanhada do Conselho Tutelar, Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, além das Polícias Civil e Militar chegou à casa de eventos “Residência”, e verificou a presença de muitos adolescentes ingerindo bebidas alcoólicas, alguns, inclusive, já em estado de embriaguez. No local, foram apreendidas grande quantidade de bebidas alcoólicas entre cervejas, whiskies, vodka e cachaças, além de maconha. A droga estava com uma pessoa que havia fugido da Delegacia de Polícia dias atrás por conta de prisão em flagrante.(flagrada com um foragido da delegacia local) Também foram apreendidos motocicletas de origem suspeita. Todo esse material apreendido foi encaminhado para a Delegacia de Polícia para as providências de apresentação.

Também foi descoberto que nesses ambientes, o consumo exagerado das bebidas e outras drogas, resultava em abusos sexuais contra adolescentes, o que levou a desencadear tal operação de fiscalização tão logo se soube das festas que aconteciam naquele município.

No total, foram identificados aproximadamente 70 adolescentes, os quais foram encaminhados em diversos veículos para o Conselho tutelar e somente foram liberados após o comparecimento dos responsáveis legais e mediante termo de compromisso de entrega e responsabilidade para posterior encaminhamento à Promotoria da Infância e Juventude.

Prisões
Foram presas duas pessoas, uma delas o organizador da festa por fornecer bebida alcoólica a menores e uma outra por tráfico ilícito de entorpecente. Foram lavrados três Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) contra mais três adultos pelos delitos de perturbação do sossego alheio e desacato.

A autoridade policial lavrou o auto de apuração de ato infracional contra um dos organizadores da festa – um adolescente de apenas 14 (quatorze) anos de idade – que foi apreendido.

Reportagem: Vania Pinto
Foto: Arquivo

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu