Publicidade

PARAUAPEBAS: 904 dias de nada ou atraso do futuro promissor

Do dia 1º de janeiro de 2013, quando os novos legisladores assumiram os seus mandatos, até presente data já se passou 2 anos e meio, precisamente 904 dias, não há na história política desta jovem cidade, tanta inércia no que diz respeito ao ato de legislar, como nessa gestão. Já vimos de tudo, que seria desnecessário falar, o que não vimos até o momento foi o exercício nobre da função de um vereador, nada, absolutamente nada de concreto foi proposto, o mínimo do mínimo nos foi apresentado, o resto foi escândalos e mais escândalos, como já falado, desnecessário dizer.

Nos tornamos conhecido no Brasil por esquemas e mais esquemas, ‘’A naturalização da corrupção’’ como disse o Ministério Público, até nossa maior riqueza, o minério (esse, em crise também) ficou em segundo plano. A imprensa midiática caiu matando, o que era previsto, o povo gosta de ver a corrupção na tv e ir pra redes sociais ‘‘protestar’’, e de uma hora para outra, lá se vão 27 anos de trabalho para construirmos ‘‘a cidade da corrupção’’. Deveria ser o contrário, a cidade das pessoas, o modelo sustentável de desenvolvimento ambiental e econômico aos pés da floresta amazônica, deveríamos de ser o CASE de sucesso do Brasil, cidade tipo exportação, não somente de minério, fundamental para nossa economia, mas de soluções de desenvolvimento e planejamento, o que nunca nos faltou foi dinheiro pra isso, estamos perdendo o vigor da nossa jovem cidade, que logo mais vira uma trintona, sem fazermos nosso plano de futuro, ficamos a ver navios acreditando nos capitães ganchos da política local.


Calma, nem tudo está perdido, porque por mais desgastada que esteja a imagem da política local, é o povo, o X da questão, sempre foi e sempre será, e essa consciência cidadã que devemos reverberar nas redes, nas escolas, nas ruas, nas esquinas, o debate meus amigos não é mais discutir quem vai preso ou não, de agora em diante é como a gente se reinventa dentro desse caldeirão chamado Parauapebas.

Boa reflexão a todos!

#SeguimosFortes

Por: Ivan Oliveira – Produtor cultural e povo – Foto: Biano Lima

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu