Publicidade

Parauapebas é beneficiado com projeto de tutoria para capacitação de adolescentes

No período de 28 de novembro a 7 de dezembro, o Ministério Público do Estado do Pará, através da coordenação do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude, juntamente com os parceiros da Secretaria Municipal de Educação de Parauapebas (Semed), Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e Empresa Vale S/A iniciaram as atividades relativas à implementação do Projeto Tutoria.

O projeto consiste na contratação de 20 jovens, que estejam cursando o ensino médio, como aprendizes da empresa Vale S/A e que serão capacitados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial(Senai) para a função de assistente administrativo, sendo que, no contraturno retornarão para escolas de ensino fundamental para serem tutores de alunos que estiverem em dificuldade nas disciplinas de português e matemática.


“Além disso, os aprendizes serão orientados a respeito de funcionamento de conselho escolar para fiscalizarem de forma participativa a gestão da escola”, explicou a coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância, Mônica Freire.

A pedagoga do Grupo de Apoio Técnico Interdisciplinar (Gati), Diana Braga, participou juntamente com a coordenadora da Seduc, Ana Maria Sousa Santos, da seleção dos melhores históricos escolares de todas as escolas estaduais do município de Parauapebas. Posteriormente, na Escola de Ensino Fundamental Eduardo Angelim, foi aberto o credenciamento para o Projeto Tutoria, sendo que, 39 alunos foram selecionados por terem média acima de 7 e renda familiar inferior a dois salários mínimos.

A empresa Vale S/A através de sua equipe composta pela Gerente de Educação e R&S, Magda Damasceno, Analistas de Recrutamento e Seleção, Tatiana Souza e Lilian Caes e pelo o Analista de Educação, Cláudio Carioca, aplicaram dinâmica de grupo através da qual avaliaram competências como: capacidade de atenção, dinamismo, relacionamento Interpessoal, persistência, planejamento, foco no cliente e tomada de decisão. Por fim, os jovens realizaram uma redação cujo título foi “Como a tutoria que vou realizar pode ajudar a transformar a realidade da escola”.

A redação foi corrigida por professores da Seduc, sendo selecionados os alunos com maior aptidão para o exercício da tutoria e que tiveram as melhores notas na redação.

O coordenador pedagógico do Senai esclareceu acerca do curso de aprendiz, que será ministrado por aquela instituição, a empresa Vale S/A entregou a minuta de contrato de trabalho, bem como, explicou os direitos trabalhistas dos jovens e a Semed apresentou as escolas selecionadas para receber a Tutoria.

Ao final os selecionados e seus genitores participaram de reunião com a promotora de Justiça Mônica Freire, a pedagoga do Gati, Danielly Damásio, e os parceiros, quando foi explicado o projeto e as tarefas que devem ser realizadas pelos alunos.

“O projeto foi recebido com grande alegria pela comunidade local que já espera a sua ampliação para que mais jovens possam ser beneficiados com contrato de aprendizagem”, finalizou Mônica Freire.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu