Publicidade

Parauapebas é campeão de casos de Dengue em todo o Pará

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) divulgou nesta terça-feira, 27, o quinto informe epidemiológico sobre a situação da dengue no Pará em 2014. Os casos suspeitos de dengue levantados até o dia 26 de maio deste ano somam 4.962, dos quais 1.490 confirmados – sendo 1.485 de dengue clássica, três de dengue com complicações e dois de febre hemorrágica da dengue.

Os cinco municípios com maior número de casos suspeitos – ou notificados – são Parauapebas (601), Belém (352), Senador José Porfírio (267), Oriximiná (250) e Anapu (235). A maioria dos casos confirmados está em Parauapebas (334), Senador José Porfírio (170), Oriximiná (165), Pacajá (161) e São Félix do Xingu (128).


O relatório indica, ainda, que a dengue vem diminuindo em todo o Estado, já que no mesmo período do ano passado o número de casos confirmados foi de 6.901 e o de mortes causadas pela doença chegou a quatro. Por outro lado, em 2014 ainda não houve registro de óbitos por dengue no Estado.

A coordenação do Programa Estadual de Controle de Dengue lembra que é função das equipes de Vigilância Epidemiológica dos municípios a investigação de casos graves e mortes por dengue. Na ocorrência desses tipos de adversidades, a Sespa orienta que a Coordenação Estadual seja informada no prazo máximo de 24 horas.

Em caso de mortes, a equipe de Vigilância Epidemiológica do município deve aplicar o Protocolo de Investigação de Óbito do Ministério da Saúde (MS), que submete os exames laboratoriais específicos em laboratórios credenciados do Estado, como Laboratório Central (Lacen) e Instituto Evandro Chagas (IEC), que são preconizados pelo Programa Nacional de Controle da Dengue do MS para o correto encerramento de casos graves e óbitos no Sistema Nacional de Agravos de Notificação (Sinan).

A Sespa destaca que o relatório epidemiológico está sendo divulgado ainda com a classificação antiga. O prazo para a atualização do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan Online), previsto para o dia 28 de fevereiro, foi prorrogado devido a problemas diagnosticados pelos perfis de acesso dos níveis municipais, em que muitos registros se encontram desabilitados para a edição.

Atualização
“A Sespa está aguardando a liberação da versão 2.7 do Sinan Online, para que possamos definir um novo cronograma de atualização do sistema, de acordo com a nova classificação dos casos de dengue e informá-los”, assinala a coordenação no informe. Com o novo sistema, será possível visualizar apenas as opções da classificação: dengue, dengue com sinais de alarme e dengue grave. A nova classificação, preconizada neste ano pelo Ministério da Saúde, já está sendo adotada pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) em outros países.

Devido ao período de chuvas, o risco de contrair dengue aumenta. Por isso, a Sespa alerta a população sobre os cuidados necessários para prevenir a doença, como a retirada de objetos que possam acumular água nos quintais, de folhas e outros materiais, além da limpeza de calhas, para evitar água parada e impedir a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

Quando há necessidade, equipes da Sespa orientam os municípios para manter a doença sob controle, uma vez que não é função da Secretaria Estadual ir às ruas chamar a atenção da população. Essa missão é delegada às secretarias municipais, que devem executar o bloqueio imediato da transmissão, nas localidades ou bairros que notificam casos; elaborar e colocar em prática atividades de educação e comunicação, visando à sensibilização da população para o problema; articular com órgãos municipais de saneamento e limpeza urbana ações para a melhoria da coleta e destinação adequada do lixo, e manutenção das atividades de rotina no combate ao mosquito transmissor.

Serviço:
Mais informações sobre dengue são fornecidas pelas secretarias municipais de Saúde de Ananindeua (91) 3073-2220; Marabá (94) 3324-4904; Marituba (91) 3256-8395; Santarém (94) 3524-3555, e Tucuruí (94) 3778-8378. Em Belém, além dos telefones (91) 3344-2475, 3344-2459 e 3277-2485, estão disponíveis os telefones dos distritos administrativos da Prefeitura: Daben (3297-3275), Daent (3276-6371), Dagua (3274-1691), Daico (3297-7059), Damos (3771-3344), Daout (3267-2859), Dasac (3244-0271) e Dabel (3277-2485).

Reportagem: Mozart Lira
Foto: Divulgação

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu