Publicidade

Parauapebas receberá núcleo de atendimento do Pro Paz Integrado

A Região de Integração do Carajás vai receber um novo núcleo de atendimento do Pro Paz Integrado. Implantado a partir de um convênio já assinado entre o governo do Estado e a prefeitura de Parauapebas, o núcleo vai ajudar a ampliar a rede de atendimento a crianças, adolescentes e mulheres vítimas de qualquer tipo de violência, além de garantir um canal seguro para denúncias desse tipo de crime.

Ao todo, cinco municípios do Pará serão contemplados com o Projeto: Parauapebas, Canaã dos Carajás; Curionópolis; Eldorado dos Carajás e Piçarra. Para o coordenador geral do Pro Paz, Jorge Bittencourt, a presença do serviço especializado do Pro Paz Integrado na região do Carajás aumenta a abrangência de um atendimento integral para mulheres, crianças e adolescentes vítimas de violência, além de reforçar a presença do governo do Estado em todas as regiões com políticas públicas voltadas às pessoas em situação de risco.


“A região do Carajás vai contar com um protocolo de atendimento integrado para as vítimas de violência. Com esse convênio entre o governo do Estado e a Prefeitura de Parauapebas já chegamos à sétima Região de Integração do Pará. Trabalhamos com a previsão de entregar o prédio do Pro Paz Integrado no início de 2015”, declarou.

Segundo Bittencourt, até o mês de junho serão inaugurados os núcleos de atendimento do Pro Paz Integrado em Altamira, que irá atender toda a Região do Xingu, do município de Tucuruí, para atender a população da Região de Integração do Lago, e um núcleo do Pro Paz Integrado na cidade de Paragominas. “Estamos em um processo de expansão para o interior do estado, e agora,com esse convênio assinado no último dia 10, vamos conseguir atender toda a população da região de integração do Carajás”, comemorou.

Desde o ano de 2012, o Pro Paz Integrado passa por um processo de regionalização de seu atendimento com núcleos instalados nos municípios de Bragança e Santarém, além dos dois existentes no município de Belém. O programa oferece acolhimento psicossocial especializado e garante os direitos básicos relacionados à saúde física, emocional, mental e reprodutiva, além de prevenir DSTs/Aids e gravidez decorrente de estupro.

Para a coordenadora do Pro Paz Integrado, Eugênia Fonseca, essa expansão dos serviços garante um acesso mais amplo da população aos serviços do Pro Paz, evitando que as vítimas de violência precisem se deslocar de sua cidade em direção à capital. “Essa é uma necessidade que percebemos desde o início do programa. Cada porta que se abre do Pro Paz Integrado significa mais um canal a mais para que a população possa denunciar esse tipo de crime no estado”, disse.

O Pro Paz Integrado é o único no país que realiza um acompanhamento integral e interdisciplinar em um só espaço, voltado a mulheres, crianças e adolescentes vítimas de violência e seus familiares. A implantação do projeto ajuda a reduzir a revitimização e a superação dos traumas das vítimas e de suas famílias, além de incentivar a denúncia desse crime.

Reportagem: Tiago Furtado
Foto: Divulgação

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu